Discernimento na era espiritualmente abundante – Parte 1/3

post-03-27
Neste momento de conscientização somos encorajados a usar o discernimento em tudo o que aprendemos, nós estamos sendo inundados com informações das dimensões mais elevadas a cerca do espírito, da nossa evolução, e da queda da elite planetária, nem seria necessário dizer que há forças lá fora que estão empenhadas em usar a desinformação para causar confusão.

A elite planetária está tentando desinformar a humanidade que está despertando de inúmeras formas, é por isso que somos encorajados a ser mais exigentes, só podemos realmente discernir o que nos ajuda ao longo de nossa jornada, se algo ressoa no fundo do nosso coração podemos discernir como verdadeiramente útil.

O que funciona para um pode não funcionar para outro, e finalmente, nós somos os únicos que podemos decidir o que ressoa com a gente e o que não funciona, quando nós chegarmos a um ponto de não aceitar qualquer coisa que é dada pelo valor de face vamos beneficiar a informação espiritual genuína que tem a intenção de ajudar-nos a aprender e crescer.

O discernimento é uma coisa muito simples, precisamos apenas abrir o espaço do coração para determinarmos o que funciona melhor para nós e para o nosso crescimento, com o dom do discernimento a nossa unidade infinita de compreender a verdade nos levará às ferramentas certas que vão nos ensinar tudo o que estamos destinados a aprender.

Gostaria de aproveitar o que foi dito de nossas fontes canalizadas sobre a importância do discernimento ao ler ou absorver qualquer coisa, nossos guias têm discutido uma série de assuntos importantes conosco, e discernimento é obviamente importante o suficiente para falarem sobre ele.

Especialmente quando se trata de material canalizado, somos encorajados a questionar as ideias que nos são dadas antes de aceitá-las automaticamente, nossos guias encorajam o discernimento, não querem que sigamos suas mensagens sem questionar as ideias que elas contêm.

Primeiro o arcanjo Metatron através de Natalie Glasson nos fala sobre o efeito de usarmos o discernimento na busca da verdade sobre nós.

“Na busca da verdade podemos pedir-lhe para perguntar a si mesmo, as suas crenças, a sua compreensão, na busca da verdade lhe pedimos para ser mais exigente e limpar-se de falsas crenças, enquanto eleva a sua vibração de energia para que você esteja aberto e desperto para novas inspirações e ideias que vão enchê-lo com amor e admiração“.

Na busca da verdade lhe pedimos para se familiarizar com as suas próprias energias e seus processos de pensamentos, de modo que você possa fixar o ponto de dentro de seu ser onde a sua verdade está se desenvolvendo”. (1)

Quando começamos a busca da verdade agimos no disco interno para aprendermos coisas que teríamos anteriormente zombado, somos encorajados a manter nossas mentes e corações abertos quando aprendemos qualquer coisa nova, mas estamos também incentivando a filtrar a VERDADE da desinformação inútil.

Mais uma vez, o que para nós parece ser um candidato à desinformação pode ser muito útil para o outro, porque nós somos abençoados com o dom do discernimento individual, certas informações não tem que ressoar com você para que ressoe com outra pessoa, com o tempo toda a humanidade vai aprender a importância de respeitar as interpretações da VERDADE de cada um.

Não me interpretem mal, há muita desinformação por aí com o único objetivo de confundir e distorcer as coisas, por esta razão devemos estar vigilantes, no entanto, eu acho que há muito mais fontes genuínas de notícias espiritual e alternativa do que fontes que visam o engano, percorremos um longo caminho mesmo que não tenhamos percebido isso.

Estamos então falando sobre os mecanismos dirigidos pelo ego que podem ofuscar a nossa perspectiva quando inicialmente nos tornarmos conscientes.

“Se quando você acessa sua verdade ou inspiração dentro de si o ego é ativado e reações egoístas ocorrem, então você sabe que ainda não está ativada a sua VERDADE interior“.

Reações egoístas podem ser o sentimento de querer provar que o outro está errado, por manipulação para o seu poder ser reforçado afastando o poder dos outros, até mesmo a tristeza, a negatividade, a carência, o assédio moral, o julgamento e o medo são os aspectos do ego que podem obscurecer a verdade ou a inspiração divina de desdobramento dentro do seu ser.” (2)

O ego vai tentar arduamente impedir de nos tornarmos conscientes, mas podemos ver além de sua programação através da luz de uma percepção muito menos distorcida à medida que discernirmos suas emoções mais baixas até as progressistas que vão nos levar para frente.

Emoções podem trabalhar a favor ou contra o nosso desenvolvimento, se nós deixarmos, o ego vai usar as emoções negativas para nos manter presos no estado mais baixo de consciência, mas podemos transcender da menor emoção para a maior emoção, temos a oportunidade de sentir.

Como nos é dito abaixo, a nossa consciência crescente nos ajudará a discernir quando estamos alimentando um estado negativo de consciência.

Quanto mais você se familiarizar com a maneira que você age e reage em sua vida diária, mais você vai notar que o que está falando, pensando ou sentindo é uma ilusão e que a verdade está emergindo de dentro do seu ser, você pode ver que a busca para realizar a sua própria verdade interior também pode ser descrita como a sua intuição ou a voz do Criador, é um poderoso processo de aprendizagem e crescimento.” (3)

É um processo poderoso de fato, e pelo que eu experimentei até agora parece que ferozmente nos acorda de nossos sonos profundamente enraizados, nós nos tornamos conscientes de tudo o que fazemos, pensamos e dizemos de uma perspectiva mais elevada, e somos muito facilmente capazes de dizer quando não estamos alimentando o estado superior de consciência que queremos experimentar.

Discernimento centrado no coração não só nos ajuda a confirmar a validade das coisas que aprendemos, como também nos ajuda a entender quando não estamos vivendo de acordo com o nosso potencial.

@Wes Annac

Origem: aquariusparadigm

Notas de rodapé:

1. “Arcanjo Metatron: A doçura da vida” por Natalie Glasson, 24/10/2013 em http://omna.org.
2. Cit. loc.
3. Cit. loc.

Anúncios

2 comentários em “Discernimento na era espiritualmente abundante – Parte 1/3

  1. Oi Dario,

    Este post dá um livro..
    Discernir não é uma faculdade do intelecto, mas, sim, do coração. E sua importância é crucial na atual etapa de evolução do homem.Discernimento é uma função do sentimento, e nos permite estabelecer o que tem valor ou importância.
    Embora achemos, na maioria das vezes, que seja o resultado de um processo analítico desenvolvido pelo cérebro, o discernimento é, de fato, uma função do coração, não da cabeça.Ao avançarmos na jornada que nos leva para fora da terceira dimensão, veremos nossa capacidade de discernimento sendo testada. Nos encontraremos tendo que lidar com todo o tipo de informação nova, uma vez que viver em nosso quarto escuro nos manteve, literalmente, no escuro sobre as realidades universais…..sr
    Por exemplo, ainda há várias pessoas que ridicularizam a idéia de que nós existimos em um universo multi-dimensional e que tampouco acreditam que extraterrestres existam realmente. Por esse motivo, muitos de nós terão de peneirar uma grande quantidade de dados novos e aprender a discernir qual informação tem valor e importância neste momento.
    De fato, devemos entender que a verdade é uma calibração em movimento; assim, o que pensamos ser válido e inquestionavelmente real hoje pode tornar-se completamente falso amanhã. Podemos estar certos de que vamos nos deparar com uma profusão de revelações surpreendentes, que irão subverter completamente muitas de nossas crenças comuns.
    Seja como for, a Verdade não pode ser validada pelo cérebro. O cérebro simplesmente traz dados armazenados com os quais ele foi previamente abastecido. Assim, quando novos dados chegam para ele, ele não está capacitado para definir se são válidos ou não. É por isso que as pessoas ficam confusas quando se deparam pela primeira vez com informações radicais, pois elas tentam usar a capacidade analítica cerebral com informações nunca antes avaliadas.É também importante saber que o que é verdade para uma pessoa pode não parecer verdadeiro para outra. As leis dessa dimensão – da dualidade, juntamente com a do livre- arbítrio – permitem-nos seguir nosso próprio caminho. Assim, poderíamos dizer que não há por aqui algo como “A Verdade”- já que ela, assim como a beleza, é sustentada apenas pela mente do Observador.
    Nossa capacidade de discernimento deve também ser testada em outras áreas da vida mundana. Devemos analisar todas as nossas relações, nosso atual estilo de vida, o nosso próprio meio de subsistência, identificando quem e o que de fato têm importância e valor para nós. Tudo irá passar pelo microscópio para ser examinado em detalhes. Devemos aprender a fazer, com freqüência, as perguntas: “como eu me sinto com relação a essa pessoa?” ou “como eu me sinto com relação a esse aspecto da minha vida?”.
    Vamos nos lembrar sempre, de que a jornada para além da terceira dimensão conclama-nos à libertação de todas aquelas correntes e vínculos que nos mantém limitados.
    Muito mais coisas há para dizer…novamente , as palavras…

    Curtir

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s