Como sua intuição revela as melhores decisões do seu cérebro

post-09-14-4

“Não há caminho lógico para a descoberta dessas leis elementares, existe apenas o caminho da intuição, que é ajudado por uma sensação de ordem por trás da aparência”. ~Albert Einstein

Muitas vezes ouvimos muito sobre a grande força da intuição humana, mas raramente somos ensinados a ouvir com precisão e perceber a nossa intuição, mesmo que tenha sido provado vez após vez, que a nossa intuição muitas vezes toma as melhores de decisões do que a nossa mente racional, devemos nos perguntar como é que vamos desenvolver nossa capacidade de utilizar esta poderosa máquina de tomada de decisões ? Uma coisa é certa e é apoiada por psicólogos de todo o mundo, é possível dominar a sua intuição com a prática e atenção plena.

Vamos começar com o básico.

Antes de saltar diretamente para se tornar um mestre da sua mente inconsciente, você tem que entender as diferenças entre instinto e intuição e como distingui-los, pois será essencial para você diferenciar os dois quando se tratar de tempo para formular as melhores decisões.

Instinto: É a sua inclinação para um comportamento específico, que remonta aos nossos antepassados ​​homens das cavernas, não é uma resposta aprendida como a de comportamentos modernos.

Intuição: É o complexo sistema em seu cérebro que atua como uma ponte entre a sua mente inconsciente e a consciente, é o processo do seu cérebro que não requer extenso raciocínio analítico, sua intuição também conecta o seu instinto primitivo com a sua capacidade de raciocinar.

Pressentimento: É a sensação que você primeiro experimenta quando sua intuição está ativada e está tentando comunicar algo importante para a sua mente, muitas vezes sentimos como um palpite ou tomando uma determinada decisão, às vezes, pode até vir como um sussurro ou o primeiro pensamento que vem à sua mente quando você tenta decidir sobre algo.

Por que escutamos os sussurros ?

Psicólogos famosos e proeminentes, Carl Jung e Carl Rogers argumentaram que a intuição é um dos mecanismos mais poderosos do cérebro humano, indo tão longe a ponto de dizer que é absolutamente necessário para uma saúde mental positiva cultivar sua intuição, Rogers exclamou que a fim de estar em seu estado de funcionamento ideal de vida você deve confiar em sua intuição e ser capaz de se expressar através de formas contínuas e espontâneas de auto expressão.

Carl Jung fez grandes avanços no campo da psicologia e da sociologia através de sua extensa pesquisa sobre a mente inconsciente, Jung concluiu mais tarde que os seres humanos com saúde mental ideal possuíam um certo nível de abertura para as mensagens mais profundas que vêm do inconsciente, pesquisadores atualmente chegaram a uma conclusão semelhante sobre a importância desta ligação profunda com o seu inconsciente, principalmente porque de acordo com a presente pesquisa psicológica sua massa cinzenta do cérebro consiste principalmente da mente inconsciente, cerca de 80% de toda a massa cinzenta do cérebro é dedicada ao inconsciente, ao passo que apenas 20% da sua massa cinzenta é utilizado em sua mente racional.

Esta é uma quantidade significativa de seu intelecto, sendo totalmente dedicada a fornecer a sua intuição o poder do cérebro, tal como a famosa imagem do iceberg de Sigmund Freud, onde apenas a ponta do iceberg pode ser vista a partir da parte superior enquanto a parte inferior encontra-se a seguir com maior tamanho, as comparações de tamanho e escala estão no local quando se trata de matéria cinzenta do cérebro.

Como prestar atenção aos sussurros

O que você precisa entender que é crucial sobre sua intuição é que ela é essencialmente um jogo de correspondência de arquivos, transformada para um nível de ômega, o que significa que quando você está no meio de uma decisão importante, digamos para decidir sobre o que vestir para a entrevista de hoje, seu cérebro pesquisa em todo o seu banco de memórias e experiências a fim de tomar a melhor decisão.

Seu cérebro pode voltar com uma decisão como “vermelho”, mas, em seguida sua mente racional decide contra ela, seus pensamentos racionais começam a filtrar o sussurro que a intuição trouxe a você, porque você acha que o vermelho pode ser muito ousado para uma entrevista e você só quer se vestir de preto e se misturar.

O que você não sabe é que a intuição decidiu pelo “vermelho” porque é a sua cor favorita e você tem experiências passadas quando estava vestindo vermelho e teve sucesso em trabalhos anteriores (dos quais a sua mente racional esqueceu) e que também faz você se sentir incrivelmente confiante, o que a intuição decidiu é essencial em sua entrevista.

Então, neste pequeno espaço de tempo, o sistema complexo que é a sua intuição foi capaz de reunir todos os dados positivos associados a cores em sua vida e lhe deu a melhor resposta absoluta, acontece que ela estava certa, quando você usava vermelho se sentia confiante e você conseguia o emprego dos seus sonhos, se você tivesse escutado sua mente racional e contemplado por vários minutos muito mais do que sua mente intuitiva imediata, você poderia ter sido visto como “médio” e sido rejeitado no trabalho.

Moral da história

Aprimorar a sua intuição é extremamente importante para o desenvolvimento do intelecto e nas decisões abrangentes, a chave é ouvir seus pensamentos e “sentimentos” ao tomar decisões importantes, sua intuição não vai ser alta e provavelmente poderá ser afogada por seus pensamentos racionais(irracionais), mas é aí que a consciência entra em jogo.

O que você precisa entender é que a mente racional funciona em uma parte diferente do cérebro, especificamente nas regiões do cérebro que lidam com a linguagem, assim, a razão pela qual você pode literalmente “falar” a si mesmo sobre qualquer coisa se você realmente quiser, sua intuição trabalha principalmente em seu sistema límbico, onde o idioma não é processado, a razão de suas intuições serão sempre mais sentidas do que faladas abertamente em sua cabeça.

Você pode não ser capaz de baixar imediatamente o volume, mas com prática e atenção você pode aprender a ouvir os sussurros sábios de sua mente inconsciente, eles estão lá, mas só se você prestar atenção e simplesmente, ouvir.

©Louis R. Valadez

Origem: wakingtimes

5 comentários em “Como sua intuição revela as melhores decisões do seu cérebro

  1. Bom não tem nada haver com o artigo, mais eu sei que a guerra é ruim mais eu gosto tanto não sei por que, sei la eu gosto de ver as coisas sendo destruidas ‘-‘ desde de muito pequeno eu ja gostava de guerra, sempre achei interresante as armas, a tecnologia usada nelas, tem como eu tentar remover isso de mim? algum exercicio?

    Curtir

    • Olá Vinicius

      Esta é uma das estratégias usadas pela propaganda manipuladora da grande mídia, destacando curiosidades, características, fazendo com que os desavisados se acostumem com a violência e acabem achando “normal”, então passam a vibrar na frequência da violência e do medo sem perceberem que foram manipulados.
      Sempre que você perceber que seu ego está direcionando seus pensamentos para emoções negativas mude o foco e pense somente em coisas positivas, no inicio você poderá mudar diversas vezes, com o tempo se tornará automático, finalmente estas emoções de baixa vibração não farão mais parte do seu dia a dia.
      Lembre-se, nós criamos nossa realidade, então é bom não pensar em violência, guerra, medo, pois o Universos nos entrega aquilo que pensamos, pense em alegria, felicidade, amor.

      Muita paz, luz e amor
      Dario Mânica

      Curtir

  2. Excelente explicação. Vale para tomada de decisões em quaisquer aspectos de nossa Vida. Infelizmente nossa Sociedade se pauta pela Razão, excluindo a Intuição, essa valiosa parte de nosso Cérebro, que está ligado a nossa Essência Divina.

    Curtir

  3. Já faz algum tempo que surgiu a neurociência e ultimamente anda ativamente pesquisando e divulgando seus achados.
    Acho ótimo, estávamos atrasados em relação ao conhecimento do cérebro comparando-se com o restante do corpo. Mas …. como ainda é a ciência cartesiana que domina … os neurocientistas estão considerando o cérebro como sinônimo de mente.
    Felizmente o planeta tem o seu lado oriental, com sua antiguíssima sabedoria, e é de lá que surgem vez por outra informações e conhecimentos riquíssimos que podemos somar às frias e insensatas teorias dos ocidentais.A mente é o principal veículo que usamos para tudo o que fazemos; no entanto, poucos sabem como usá-la ou zelar por ela, se é que alguém sabe.
    A mente não é matéria física, mas é matéria de natureza sutil, etérea e luminosa.O cérebro é o órgão físico por meio do qual a mente trabalha.Cérebro e Mente são duas realidades distintas, enquanto o cérebro é condição da mente, a mente não é necessariamente condição do cérebro.Entender a mente e, principalmente controlá-la, é uma das mais grandiosas tarefas com que o ser humano se defronta. Afinal, é devido a ela que exultamos ou sofremos, que somos capazes de vencer obstáculos ou fracassar miseravelmente, que amamos ou odiamos, enfim é graças a ela que temos consciência de quem somos e de que estamos vivos.
    Na minha perspectiva, razão e intuição estão desconectados em nós quando não deveriam estar. Não possuímos de fato nem uma, nem outra. Não podemos dizer que a nossa sociedade é racional e não podemos também dizer que temos a intuição desenvolvida. Nosso estado mental é de confusão, de muitos e desnecessários pensamentos. Não sabemos pensar e não sabemos não-pensar. Não nos ensinaram a pensar, nos ensinaram a acreditar. Não nos ensinaram a não-pensar, nos ensinaram a obedecer. Toda a religião, qualquer filosofia, uma tradição ou instituição ou ciência que nos submeta pela fé, pela obediência ou por uma autoridade que se baseia em títulos deve ser considerada como lesiva a humanidade, lesiva e deletéria a inteligência e a consciência verdadeiramente humana porque é formadora de uma raça de escravos psíquicos.
    A intuição é como o fruto do conhecimento direto, que se prova por si. A razão dominada pede explicações insossas e acaba sempre faminta, morre de inanição espiritual.

    A intuição também pode se tornar uma qualidade perceptiva do homem que transformou sua mente num útero, que é capaz de deixar sua mente num estado de silêncio e receptividade.
    Perceber pura e simplesmente é um atributo da mente silenciosa. Nela não tem apegos, nem definições. Ela não precisa provar nada para ninguém porque ela própria experimentou o conhecimento.
    Quando focamos a mente, seja através do estudo ou através da concentração, usando o intelecto, chegamos por vezes a um estado bem próximo do silêncio ou ao próprio silêncio. São “momentos”, estágios diferentes. O tema é bastante interessante, mas eu vou terminar este comentário, com um Koan para meditarmos sobre a intuição e percepção.
    *********************************************************************************************
    “Num dia chuvoso, quando estava sentado com um discípulo no salão do templo e ouvindo as gotas d’água batendo suavemente no telhado e no pátio, o mestre Jing-qing perguntou ao outro monge:

    “Que som é aquele lá fora?”
    “É a chuva,” respondeu o monge. O mestre disse:
    “Ao buscar fora de si mesmos alguma coisa, todos os seres se confundem com os significados.”
    “Então,” replicou o discípulo, “como deveria eu me sentir em relação ao que percebo, Mestre?”
    O sábio apenas disse:
    “Eu sou o barulho da chuva.”

    Curtir

Deixe uma resposta

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s