Atenção Plena

post-11-06-1Atenção plena é o processo de tornar-se consciente do fluxo do espírito dentro de nós e aprender a agir de acordo com esse fluxo. Todos nós somos Deuses em ação e nós temos uma escolha enquanto estamos vivos que se resume perfeitamente em uma citação.

“A cada momento temos uma escolha. Podemos optar por ser o anfitrião de Deus, ou o escravo de nossos egos.” ~Wayne Dyer

Atenção plena é escolher o primeiro. Todos os seres são Deuses em ação, mas em todos os lugares em que há sofrimento, limitação, dor, imperfeição, ou escassez em nossa vida e no mundo é o lugar onde temos agido com o ego. Nosso ego está fora de equilíbrio com o espírito e, assim, trabalha contra a inteligência infinita. Nós não queremos trabalhar contra a inteligência infinita, porque existe apenas uma intenção no Universo inteiro: a evolução espiritual.

A Mente universal é um potencial infinito, infinito amor, felicidade, criatividade, abundância e conectividade. Quando agimos de acordo com estes princípios universais e coerentes com a intenção do Universo, experimentamos todas estas qualidades em nossas vidas. Cada dia que nós praticamos a plena consciência aumentamos a nossa capacidade de manter uma conexão com o espírito, e, portanto, nós cultivamos essas mesmas qualidades da Mente universal dentro de nós mesmos e em nossas vidas. Este é o processo que chamamos de evolução espiritual.

Essa força amorosa, feliz, criativa e inspiradora está acessível para nós em todos os momentos e quando ela flui através de nós podemos sentir isso de forma tangível. Se você é um músico, é o mesmo fluxo que você experimenta quando está se expressando criativamente, através de uma “interferência” que permite a sua inspiração guiar você. Quando estamos neste estado, não só somos intuitivamente capazes de desempenhar exatamente as notas certas quando necessário, mas fazê-lo sem esforço de uma maneira que mantém a harmonia, e faz nos sentir muito bem.

Se você é um escritor, é o sentimento que começa quando você se senta na frente do seu computador, ou com seu caderno e caneta na mão, você simplesmente permite que as palavras fluam através de você. As palavras começam a fluir como se fosse uma ideia, um artigo, uma história que já existe no Universo e você está apenas tocando nela, sua intuição está sussurrando as palavras para você que está simplesmente transcrevendo-as.

Ou se você é um artista, iogue, jogador, ou um atleta, é o sentimento que começa quando você está no seu jogo. Tudo parece estar indo perfeitamente, você flui perfeitamente em sintonia com o jogo, com o seu adversário, ou com você mesmo e sua mente e corpo funcionam de um modo que você é perfeito, intuitivamente (alguns diriam instintivamente) toma as decisões corretas para atingir seu objetivo.

Aproveitar este fluxo é possível através da atenção plena, que também nos ajuda a ampliar o fluxo de energia, equilíbrio, harmonia, inteligência, criatividade e senso de domínio em nossas vidas. Ao nos alinharmos com o espírito ele se abre, se expande e limpa o nosso elo de ligação para que possamos experimentar este mesmo fluxo em cada momento de nossa vida. Esse é o poder da atenção plena.

Estendendo o Fluxo Com Atenção Plena

“Eu sou um artista em vida, minha obra de arte é a minha vida.” ~Shunryu Suzuki

Experimentamos o fluxo quando fazemos algo de todo o coração, e empregamos a nossa atenção completamente nele. Isso não acontece da noite para o dia, mas como resultado do foco consistente, treinamento e prática, assim como o domínio de qualquer coisa. Todos nós temos muitos talentos, áreas específicas de potencial e paixão que nós voluntariamente desenvolvemos e podemos alcançar altos níveis de domínio, mas a fim de libertar o nosso verdadeiro potencial em qualquer área de nossas vidas, devemos dominar o que rege a nossa realização em todas as áreas de nossa vida: a nossa atenção.

Lao Tzu disse que o sábio “permanece um testemunho de vida, então ele permanece.” Ao desenvolver atenção com a atenção plena nos tornamos um “testemunho de vida”, que nos dá a liberdade como o resultado do desapego. Isso nos dá a capacidade de observar a vida, os nossos pensamentos, emoções e hábitos sem nos envolver neles para que possamos altera-los quando necessário.

A única razão de nós não experimentarmos o fluxo em todos os momentos em nossa vida é porque não estamos prestando atenção totalmente. Nem mesmo nos nossos pensamentos, por isso não temos conhecimento quando estamos agindo genuinamente, ou a partir do ego. A maior conquista da atenção plena para qualquer ser humano é ser capaz de reconhecer em si quando há negatividade, violência, raiva ou qualquer outra emoção não divinamente alinhada, e, em seguida, ele tem o poder de optar em não agir desta forma.

Só a atenção plena pode nos dar a atenção e a velocidade necessária para nos seguremos quando estamos prestes a agir a partir do ego e em níveis mais baixos do nosso ser. É este tipo de ação que resulta em todo o sofrimento, conflito, imperfeição e mal-estar em nosso planeta. A atenção plena é o caminho para o domínio de si mesmo que é necessário não só para alcançar o nosso verdadeiro potencial, mas também para alcançar internamente a paz interior, a felicidade e o amor.

Nós já somos a felicidade, paz e amor, mas quando deixamos nosso ego correr sem controle em nossa vida, nós existimos inconscientemente (como a maioria de nós tem feito a maior parte da vida), então nos condicionamos a pensar, agir e viver de uma maneira que não está alinhada com o espírito.

Ao aprender a prestar atenção, somos capazes de permanecer no fluxo do espírito, ligados a intenção, que nos guia através da inspiração em ação que está perfeitamente em harmonia com o Universo e com a nossa verdade interior quando somos capazes de realizar a menor quantidade de ação inspirada e, portanto, sem esforço manifestar os nossos sonhos e nosso potencial. Isto é assim porque quando agimos em harmonia com o Universo, nós agimos com todo o poder do Universo.

Aplicando A Atenção Plena

Simplificando, atenção plena é a prática final de harmonia entre as forças universais, a nossa verdadeira natureza, nossos pensamentos, emoções e ações. Então, como podemos aplicá-la em nossa vida ?

O processo é simples: Tudo o que você deve fazer é começar a prestar atenção ao seu mundo interno e ajustar-se continuamente até que você pode perceber e manter um fluxo criativo através de você em todos os momentos. Este fluxo criativo é sentido como uma energia fluindo através de seu corpo, ou um sentido definido e imperturbável de propósito e bem-estar.

Quando você não pode senti-lo, então você está desconectado do espírito. Quando você pode sentir isso você está conectado e conforme mantêm a conexão você cultiva a sua energia, felicidade e poder, simplesmente por estar ligado a sua inspiração total fornecida pela Fonte.

Pratique escutar seu interior, de modo que você pode ouvir e sentir o que está acontecendo dentro de você. Torne-se receptivo não aos seus pensamentos, mas a energia e a intenção por trás deles. A intenção é a força que cria este Universo e quando a intenção de seus pensamentos é divina, você está em alinhamento e está pensando com a mente do Criador. Quando a sua intenção está alinhada com o ego, o egoísmo, a avareza, a maldade, a raiva, a auto piedade e assim por diante então você não está conectado com o Universo.

Inicialmente quando praticamos a atenção plena tudo vai parecer o mesmo, da mesma maneira que as línguas asiáticas parecem o mesmo para alguém que não tem familiaridade com elas. No entanto, conforme você ganha familiaridade com você mesmo e seus pensamentos então, finalmente a diferença entre um pensamento ou ideia divinamente alinhada vai ser tão gritante como a diferença entre a sua língua materna e uma estrangeira. Quando você pode identificar o divino dentro de você, então você está em sintonia com a sua verdade interior.

A identificação é o primeiro passo, então nossa força de vontade e atenção são aumentadas e finalmente seremos capazes de escolher através de quais pensamentos nós devemos agir conscientemente, nós seremos ainda capazes de escolher conscientemente os pensamentos que queremos ter. Isso nos dá um poder enorme em nossa vida e nos permitirá fazer qualquer coisa, criar qualquer coisa, ser qualquer coisa.

Como seria a sua vida se você tivesse o poder de parar o fluxo de autodúvida e autoderrota que o paralisa antes mesmo de começar ? E se você pudesse pegar a negatividade, a raiva, a frustração e substituí-las por positividade, bondade e paz ? Imagine o poder que você iria exercer sobre si mesmo e em sua vida. Imagine o quão bonito você poderia ser, o quanto que você seria perfeito sem toda essa negatividade. Com a atenção plena você pode aprender a expressar apenas a perfeição.

Desacelere e seja paciente. Na vida nós temos uma tendência de apressar as coisas. Nós nos inspiramos depois corremos rápido demais para fazer as coisas e acabamos perdendo a conexão com o espírito. Ou temos pressa em terminar nossas tarefas, porque a nossa mente está indo tão rápido que nem sequer nos conectamos em primeiro lugar.

A paz interior não tem nada a ver com o nosso mundo externo e é completamente independente dele. Tem a ver com a paz de seu mundo interno. A paz interior é o resultado da simplicidade e do vazio, de modo que estamos abertos para o fluxo mas se há muita coisa acontecendo, então é muito mais difícil detectar o fluxo dentro de nós. Quando estamos abertos para o fluxo, então estamos em harmonia com as forças do Universo e com a nossa verdadeira natureza. Desta forma é conseguida a paz.

Aprenda a sentar e esperar pacientemente. Isso é algo que todos os grandes criadores sabem fazer bem. Quando estiver à espera da inspiração a melhor coisa a fazer é criar espaço para ela se manifestar. Músicos, escritores, pintores e artistas de todos os tipos, usam essa técnica para fomentar a criatividade. Eles podem sentar em uma mesa na solidão por uma hora todos os dias com uma caneta e papel na mão, esperando pacientemente a inspiração chegar. Isso é o que significa criar espaço.

Michelangelo e Da Vinci olhavam para as telas em branco, ou blocos não esculpidos em mármore por horas, dias, semanas e meses a fio até que a inspiração vinha e eles estavam prontos para trabalhar guiados pela mão do divino. Ninguém pode negar que as obras de Michelangelo e Da Vinci, em particular, são infundidas com a divindade.

Cada um de nós tem a capacidade de fazer o mesmo e não apenas com o nosso trabalho, mas com a nossa vida, se desacelerar e esperar pacientemente pela orientação e instrução que vem sob a forma de inspiração. Use a atenção plena para criar a si mesmo e em sua vida a mesma qualidade de atenção e cuidado que grandes mestres mostraram em suas maiores obras-primas.

Preste atenção aos seus pensamentos, ações, ideias e avisos sobre os quais se sente bem e quais não. Observe quais dos seus padrões de comportamento incutem um sentimento de paz, humildade, bondade, amor e gratidão. Será que o eleva e deixa-o em paz quando você discute com as pessoas, luta, e ignora as suas ideias ? Você se sente bem após incessantemente falar de si mesmo e ostentar ? Ou você se sente vazio e envergonhado ? Você pode se sentir temporariamente importante, mas esse sentimento é instável e não é uma sensação verdadeira de bem-estar.

Se você tem estado perpetuamente se sentindo não tão bem, nem mal, ou apenas ok, então você está em sintonia com níveis mais baixos de energia, portanto, o seu corpo vai levar algum tempo para aprender não apenas a perceber as energias mais elevadas, mas também como mantê-las. A atenção plena não é uma solução rápida e não se trata de altos e baixos. É uma prática de forma constante e gradual para aumentar a nossa consciência espiritual, a fim de podermos aprofundar nossa compreensão do Universo e de nós mesmos para ficarmos em harmonia.

Quaisquer que sejam os pensamentos, ações, comportamentos, ideias e desejos que realmente o fazem se sentir bem, faça mais deles ! Quanto mais pudermos aumentar a nossa capacidade de nos sentir bem, fazendo o que nos faz sentir bem e pensando o que nos faz sentir bem, mais aumentamos a nossa capacidade de sentir as energias do Universo, a intenção nos guiando e fluindo através de nós, é isto que a atenção plena é. Não é uma prática obscura que não tem nenhum benefício, é uma prática que nos ajuda a nos tornarmos melhor em todos os sentidos.

©Brandon West

Origem: projectglobalawakening

Anúncios

5 comentários em “Atenção Plena

  1. Pingback: Atenção Plena – 06.11.2014 | Senhora de Sírius

  2. Oi Dario,
    E o que não é a vida senão um pouco de tudo isso? A tristeza nos dá a dimensão da alegria…..a melancolia,nos faz refletir as coisas que temos de deixar pra trás,relevar e caminhar em frente….e a profundidade nos remete aos versos de outro poeta;
    “SOU RASO, LARGO….PROFUNDO”(Raul Seixas-Gita)……
    ……………E eu me curvo em reverência a uma Alma sincera,humilde,sensível e nobre.
    Namastê
    Mônica

    Curtir

  3. Dario Bom dia,
    E vamos em frente….
    Permanecer em si mesmo é uma arte, nos dias atuais, pois estamos acostumados a “depender” uns dos outros, de todas as formas possíveis.Quando digo, todas as formas, estou falando de tudo mesmo, tanto da forma material, como espiritual, como emocional, energéticamente…É na atenção espontânea que achamos a inteligência para reter ou eliminar os fenômenos dos pensamentos inoportunos da mente.Encontramos a atenção na memória, nos hábitos e nas associações das idéias. A atenção é um fator essencial de todos os fatos e de todas as operações psicológicas.Quando colocamos nossa atenção numa determinada coisa, ela cresce, ganha força, porque nós a estamos alimentando com a nossa energia, com o nosso poder. Então, se você coloca toda a sua atenção em algo que é bom para você, como um projeto, um trabalho, uma atitude, a tendência é que tudo isso se cresça, tome uma forma e se realize.
    Que ótimo! Mas tem um detalhe, nós não colocamos a nossa atenção 100% em coisas totalmente positivas para nós – é aí que está o outro lado da moeda.Toda vez que você coloca a sua atenção, seu poder em algo que te faz mal, que te causa tristeza, dor…você está dando força para isso aumentar, crescer, dominar você de uma forma que será insuportável e apagará sua Luz.Quando a atenção voluntária se produz por um esforço consciente, nasce sob a pressão das necessidades e com o progresso da inteligência. É um dispositivo de aperfeiçoamento e um estado da concentração com seu próprio Eu.Quando você está plenamente atento, você está conectado ao seu senso interno de curiosidade, de querer saber e de inocência.A prática da Atenção Plena ensina a suspender temporáriamente todos os conceitos, imagens, juízos de valor, interpretação, comentários mentais e opiniões, conduzindo a mente a uma maior precisão,compreensão, equilíbrio e organização.O estado de Atenção Plena designa uma atitude mental que se caracteriza por uma atenção ampla e tolerante dirigida a todos os fenômenos que se manifestam na mente consciente, ou seja, todo tipo de pensamento, fantasias, recordações, sensações e emoções percebidas no campo de atenção são percebidas e aceitas como elas são.
    Um caminho para o autoconhecimento pode ser obtido através da disciplina necessária para se obter o controle sobre a própria mente.Tudo isso é o que propõe a Atenção Plena.
    Atenção Plena designa, portanto, um prestar atenção àquilo que é, de
    momento a momento.O treinamento e aprendizado dessa forma de atenção, geralmente
    através de meditações e de outros exercícios afirmativos, permite ao
    indivíduo uma maior tomada de consciência de seus processos mentais
    e de suas ações.É uma técnica simples de desencadear um estado de relaxamento
    profundo de corpo e Alma. À medida que a mente se aquieta e
    permanece desperta, a pessoa vai se beneficiar de um estado de consciência mais profundo e tranquilo.Eu me utilizo das técnicas de escrever os temas que me fazem refletir, sempre que algo me vem á mente.È um ótimo exercício mental.A musicoterapia também,relaxa, alegra,deixa o dia mais feliz e faz conexões mentais importantes, além de abrir portais na mente que fazem o foco da atenção se aperfeiçoar. Depois, tem o Observador, nossa essência em evolução contínua, que se beneficia de tudo isso e agradece nos dando em troca mais e mais insights, conforme a sua história diária no AGORA se desenrola.Com a atençaõ e o Observador ligado, na meditação,lembrei de uma frase de um poeta que eu adoro e leio sempre desde muito tempo;
    “Para entender o coração e a mente de uma pessoa, não olhe para o que ela já conseguiu, mas para o que ela aspira.”
    Gibran Khalil Gibran
    E um poema, lindo demais sobre a Alma que vou compartilhar com todos os leitores;
    *****************************************************************************************************************
    A Alma…

    … E o Deus dos deuses separou de si mesmo uma alma e a dotou de beleza.
    E deu-lhe a suavidade da brisa matinal e o perfume das flores do campo e a doçura do luar.
    E entregou-lhe a taça da alegria, dizendo-lhe: “Só poderás beber desta taça se esqueceres o passado e não te preocupares com o futuro.” E entregou-lhe a taça da tristeza, dizendo: “Bebe dela, e compreenderás a essência da alegria da vida.”
    E soprou nela um amor que a abandonaria ao primeiro suspiro de saciedade, e uma meiguice que a abandonaria à primeira manifestação de orgulho.
    E fez descer sobre ela, do céu, um instinto que lhe revelaria os caminhos da verdade.
    E depositou nas suas profundezas uma visão que vê, o que não se vê.
    E criou nela sentimentos que deslizam com as sombras e caminham com os fantasmas.
    E vestiu-a de um vestido de paixão que os anjos teceram com as ondulações do arco-íris.
    E colocou nela as trevas da dúvida, que são as sombras da luz.
    E tomou fogo da forja do ódio, e ventos do deserto da ignorância, e areia do mar do egoísmo, e terra pisada pelos pés dos séculos e amassou todos esses elementos e fez o homem.
    E deu-lhe uma força cega que se inflama nas horas de loucura e desvanece diante das tentações.
    Depois, depositou nele a vida, que é o reflexo da morte.
    E sorriu o Deus dos deuses, e chorou, e sentiu um amor incomensurável e infinito e uniu o homem e a Alma.
    Gibran Khalil Gibran
    A música hoje está nas palavras…….e elas estão cantando lindamente..

    Curtir

    • Olá Monica

      Obrigado pelo comentário.

      Gibran Khalil Gibran, grande poeta que deixa transparecer uma certa tristeza, melancolia, mas profundo.

      Muita paz, luz e amor
      Dario Mânica

      Curtir

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s