O SISTEMA ESTELAR DE SÍRIUS E OS ANTIGOS REGISTROS DE ÓRION

Como contam os Sumérios, toda essa história começou há milhares de milhões de anos, quando a Terra não estava ainda formada ou estava, mas não como a conhecemos,e era um grande planeta chamado Tiamat…

Terra – 480.000 a.C. para 100.000 a.C.-A CHEGADA DO PLANETA NIBIRU

Nibiru é um planeta do nosso sistema solar, que os babilônios chamavam de Nibiru/Marduk. Um planeta enorme que vai em movimento retrógrado com o restante dos planetas. Todos os planetas de nosso sistema estão em um mesmo plano e na mesma direção. Nibiru movimenta-se na direção contrária e entra no sistema pairando entre às órbitas de Júpiter e Marte a cada 3.600 anos. Contam os Nibiruanos que Nibiru é um planeta artificial, que faz parte do nosso sistema estelar e do sistema estelar de Sírius, fazendo uma trajetória estranha que une esses dois sistemas com um período de translação de 3.600 anos terrestres. E, segundo esta história, Nibiru foi criado pela Federação Inter galáctica como uma força estelar-planeta que mudaria completamente a HISTORIA DA TERRA.

Nibiru está habitado por seres conscientes, que na Bíblia recebem o nome de Nefilins, nos registros sumérios também aparecem como Annunákis e se auto-intitulam Nibiruanos/Pleiadianos. Em Nibiru, há espaço para muitas raças e espécies de seres co-habitarem em relativa harmonia, geração após geração.Nibiru é aproximadamente quatro vezes maior que a Terra,e há uma polêmica entre cientistas e místicos se existem este chamado  décimo segundo planeta e de quando ele retornará. Talvez nunca se foi realmente(?).Ao final da Grande Guerra Galáctica, há 480.000 anos atrás, liderado pela família de Anu, os Nibiruanos chegaram á Terra. A Terra era um mundo que pertencia à área de influência dos Sirianos de Sírius B neste momento e  outras comunidades sirianas, além de terem na Terra outras comunidades estelares de diversos outros sistemas estelares, incluindo os Arturianos, Pleidianos de ARIA, Veganianos de Altair, Capelinos e outros seres de outras galáxias.

 PORQUE OS NIBIRUANOS VIERAM Á TERRA

Existiam dois objetivos principais da vinda dos nibiruanos à Terra:Primeiro ,cumprir o seu acordo de ceder o DNA para a passagem da evolução do Homo Erectus(que já estava aqui, devido á experiências genéticas de outros Orbes com a fauna existente,implantada há outros tantos milênios) para o Homo Sapiens e garimpar ouro para a proteção de Nibiru da radiação que varria o espaço após a grande guerra galáctica; seria necessário encontrar grandes quantidades de ouro para manter em suspensão o campo de força ao redor de Nibiru. Segundo, tínham feito um acordo com os Sirianos Crísticos – a hierarquia espiritual – para criar, com a ajuda dos Felinos(o povo do Leão-leia-se Esfinge), o corpo humano de DNA duplo(duas hélices) para os Sirianos Terrestres, através do cruzamento entre eles e a raça guardiã em evolução. Os Annunákis de Nibiru quando chegaram á Terra tinham naves, naquela época mais adiantadas do que as que são possíveis produzir hoje com a tecnologia existente em nosso planeta, mesmo aquela tecnologia sigilosa da atualidade. Eles são,junto com os reptilianos, a raça ariana, responsáveis por toda a influência sob a Terra na nossa HISTÓRIA RECENTE. Em termos pouco mais específicos, o povo que chegou na Terra a bordo de Nibiru era um povo guerreiro, de uma linhagem das Plêiades de seres reptilianos com a mistura do genoma humano, que foi originalmente criado e desenvolvido no sistema estelar de Vega, no planeta Avyon. Os criadores daqueles primeiros seres, por certo estão muito acima da capacidade dos Nibiruanos , isso foi há muitos milhares de anos, talvez cerca de seis bilhões de anos, pela contagem do tempo terrestre.

A RELAÇÃO DOS PLEIADIANOS E DOS NIBIRUANOS

Nas Plêiades, cada família representa um povo, com seus planetas e sua própria tecnologia. O sistema nebular das Plêiades possui mais de 300 famílias diferentes em distintas vibrações dimensionais e nas próprias dimensões e níveis de cultura que isso representa. O universo possui muito mais vida do que se pensa hoje, de forma equivalente ao planeta Terra, que possui vida em tudo e em todas as partes, desde insetos, micro organismos e vida mais complexa. O mesmo ocorre com o universo. A vida existe em toda a estrutura do átomo, e, portanto do universo, além de planetas e estrelas, muitas das quais nós não entendemos ainda, mas sabemos que existe. Esse foi um dos maiores erros do passado nibiruano: não respeitar as diversas formas de vida, pois achavam que estavam acima delas. Os povos acima da cultura e tecnologia nibiruana, que são denominados de Confederados Intergalácticos e Interdimensionais ,não lhes deram as devidas diretrizes e deixaram que aprendessem sozinhos, e nesse ínterim, a guerra e a destruição foi parte do aprendizado, pois foram criados por seres guerreiros com finalidades de pesquisa bélica e genética sem amor, ou sem harmonia, como seria a melhor forma de expressar, o que gerou a forma bélica e egocêntrica dos seres de Nibiru que colonizaram a Terra Recente.

UM RELATO DE ANU-(ANÚBIS?) SOBRE NIBIRU

Nibiru é um belo e vermelho planeta criado artificialmente. O ouro em nossa atmosfera dá ao planeta uma tonalidade magenta, e nós vivemos dentro dele e não na superfície, como vocês. O lado exterior do planeta é envolvido em uma espécie de substância metálica não encontrada em seu planeta. O campo de força protetor ao redor de nosso planeta/nave dá a ele o brilho muito falado em suas civilizações passadas, incluindo os egípcios. Eles chamavam Nibiru de “a estrela luminosa do firmamento”.Os anéis ao redor de nosso planeta fazem parte do sistema de propulsão que nos move através do espaço e também somam ao brilho de Nibiru. Nibiru foi criado pela Federação Galáctica como uma força-estelar/planeta, como um guardião da paz. Seu propósito é promover harmonia entre as muitas e diversificadas civilizações nos planetas de nossa galáxia. As Plêiades são a base atual de todas as civilizações humanas em nossa galáxia, tendo substituído, há muito tempo, o sistema de Vegan como tal. Nibiru é aproximadamente quatro vezes maior que Terra. Nele há espaço para muitas raças e espécies de seres co-habitarem em relativa harmonia, geração após geração. Há lindos lagos, mares, oceanos, montanhas e vales, exatamente como na Terra. Árvores e plantas de toda espécie crescem em profusão. Nibiru foi criado para assemelhar-se ao nosso lar planetário original, Avyon.”

Ou seja, os povos dos planos estelares que a humanidade foi ensinada a chamar de ―DEUSES pertencem a diversos povos, mas também é verdade que os ANUNNAKIS, assumiram uma posição de destaque. Pois tinham uma proximidade original (Terra-Nibiru e a explosão de Sírius B) conosco e ainda o fato de que os Sirianos da Hierarquia Galáctica davam proteção ao povo Ariano das Plêiades e suas ramificações. Muitos fatores da política estelar estão complicados de serem expostos dentro de uma linha clara , mas na realidade chegou o momento de que parte dessa verdade pode ser revelada.

A RELAÇÃO DE NIBIRU E ÓRION

Em Nibiru haviam diversas raças de seres de diversas origens como vimos. A família de Anu, inclusive, é uma grande mistura. O próprio Anu é chamado de reptiliano, humano, pleiadiano (que não é uma raça, mas o local), inclusive, já foi dito que Anu seria descendente dos seres de Órion, o que o ligaria também aos primeiros reptilianos e aos humanos de Órion. Ocorre que esses seres de Nibiru tinham vida longa e ao final da grande guerra galáctica estavam precisando de novo material genético para continuar a raça e seus acordos galácticos. Em Órion, por mais de meio milhão de anos, não florescia uma nova matriz genética. Então, Nibiru resolve visitar a Terra, que nasceu da supernova de Sírius B, e deveria, portanto, ter disponível o material genético necessário para continuar a evolução. O Sol do nosso Sistema Solar é uma estrela gêmea de Sírius A e Nibiru tem uma órbita que faz uma longa viagem entre as duas estrelas. Assim, os Sirianos-Felinos utilizam Nibiru como elo de comunicação entre as duas estrelas. Neste período inicial das visitas de Nibiru a Terra e até o ano de 7.200 a.C., Sírius mantinha ligação direta com a Terra através das dinastias egípcias, durante esse período, os sirianos podiam alcançar todo o planeta Terra através da Grande Pirâmide,

AS CONSEQUÊNCIAS DA VOLTA DE NIBIRU AO NOSSO SISTEMA SOLAR

Cada historiador e pensador tem os seus cálculos e de fato não se sabe exatamente quando será o retorno de Nibiru – alguns dizem 2060 outros 3600, mais exatamente deve saber a NASA. Porém, o fato é que nos últimos 480.000 anos, o nosso visitante errante nos chegou a cada 3600 anos e o seu retorno causa grandes eventos para o nosso sistema solar e o planeta Terra. Algumas Eras Glaciais foram atribuídas aos retornos de Nibiru que em alguns momentos chega causando uma inversão imediata dos Pólos Terrestres… De acordo com alguns cálculos e  associações, a próxima visita estaria marcada para pós 2012…unindo o conhecido Calendário Maia e sua proposta de data para a era da luz (Cinturão de Fótons) e o retorno de Nibiru… são possibilidades…

O POVO DOGON E SUA RELAÇÃO COM SÍRIUS

Segundo o povo africano Dogon, seus ancestrais foram visitados por extraterrestres vindos do planeta Nyam Tolo, que orbita Emme Ya, de quem receberam avançado conhecimento astronômico. Os Dogons são uma tribo, ao que se acredita, de ascendência egípcia. Depois de saírem da Líbia, há muitos séculos, fixaram-se em Mali, África Ocidental, levando consigo as tradições astronômicas, que remontam ao Egito pré-dinástico, anterior a 3200 a.C. Em fins da década de 1940, quatro sacerdotes Dogons contaram a antropólogos franceses uma tradição oral secreta da tribo, que dizia respeito a estrela Sírius ( 8,6 anos-luz da Terra ). Disseram os sacerdotes que Sírius tem uma estrela companheira, invisível ao olho humano, que circula numa órbita elíptica de 50 anos à volta de Sírius A, é pequena, composta de um material super denso, chamado sagala – mais pesado do que todo o ferro da Terra – e gira sobre o próprio eixo. Tudo isso é verdade, mas é digno de nota, porque a anã-branca companheira de Sírius, chamada Sírius B, foi fotografada pela primeira vez em 1970. Sua existência é cogitada desde 1844, mas só foi vista ao telescópio em 1862. E só nas primeiras décadas do século XX se soube que era uma estrela densamente compactada (um único metro cúbico de sua matéria pesa cerca de 20 000 toneladas).

A crença dos Dogons, por outro lado, ao que se supõe, data de milhares de anos. Mesmo que este povo tivesse acesso aos modernos livros ocidentais de Astronomia, só poderiam saber de Sírius B ou, ainda sobre este assunto, das rotações e órbitas dos planetas de nosso sistema solar ou das quatro principais luas de Júpiter e dos anéis de Saturno, por meio, segundo indica sua mitologia, de fontes extraterrenas. As fontes extraterrenas eram os Nommos, seres anfíbios de aspecto repulsivo, que chegaram numa ‘arca’, em companhia do ‘fogo e do trovão’. Viviam no mar, na maioria e foram retratados como parcialmente pisciformes, lembrando, de um modo geral, as entidades marinhas (sereias, tritões e ri). O Nommo (a quem os Dogons se referem tanto no singular como no plural) é aparentemente a mesma criatura que os babilônios chamam Oanes, os acádios, Ea e os sumérios, Enki. A deusa egípcia Ísis, retratada de uma forma que mais tarde seria chamada de sereia, também está associada ao culto Sírius. Dizem os Dogons que existe uma terceira estrela no sistema de Sírius. Maior, mais brilhante que a Sírius B, a Sírius C também gira em torno de Sírius A. Na órbita dessa terceira estrela há um planeta, de onde vieram os Nommos.

CIÊNCIA CONFIRMA MITO DOGON

Ao final de 1930, quatro sacerdotes Dogon concordaram em revelar a maior parte das tradições secretas – os mitos acerca da Estrela Sírius, que está há 8,6 anos-luz da Terra – para dois antropologistas franceses, Marcel Griaule e Germaine Diertelen, após passarem quinze anos em aprendizado com a tribo.Os sacerdotes disseram que Sírius A, está em companhia de uma estrela que é invisível ao olho humano. Esta estrela, que é incrivelmente pequena e pesada, rotaciona em torno de seu eixo, e se move em uma órbita elíptica de 50 anos em torno de Sírius A. Inicialmente os antropologistas publicaram tais revelações em um obscuro jornal de antropologia, pois não deram crédito às informações.O que eles não sabiam é que desde 1844, astrônomos já suspeitavam que Sírius A possuía uma estrela em sua companhia. Isso foi descoberto, em parte, quando foi observado que a trajetória da estrela oscilava. Enfim, em 1862, Alvan Clark descobriu a segunda estrela, o que tornaria Sírius um sistema binário estelar (duas estrelas).

Em 1920, foi descoberto que Sírius B, a estrela companheira de Sírius A, era, na verdade, uma estrela anã-branca. Anãs-brancas são de fato pequenas e densas, que queimam em tom ofuscante. E a força de sua gravidade provoca um movimento ondulatório em Sírius A. Sírius B é menor do que o planeta Terra.O nome Dogon para Sírius B é Po Tolo; Po significa ‘a menor semente’ e Tolo, ‘estrela’. A ‘semente’, nesse caso, se referiria à Criação, a Criação do Homem.Com esse nome eles tentaram expressar o tamanho diminuto da estrela. É, segundo eles, a menor coisa que existe.Eles também alegam que é a estrela mais pesada, e que sua cor é branca.Com essa informação, os Dogons confirmaram a terceira principal propriedade de Sírius B: pequena, densa e branca.

 

QUEM SÃO OS SIRIANOS

Os Sirianos trabalham desde o plano da 3ª a 6ª dimensão de consciência, representado por mais de 20 grupos distintos provenientes da constelação do Cão Menor, onde está localizado Sírius;são compostos não apenas por humanos, mas também por outras formas de vida que não têm correlação com as encontradas na Terra, e outras ligadas à energia dos cetáceos, onde fazem um resgate direto das formas de vida animal e vegetal do planeta. Possuem grandes centros  e fazem a correlação dos registros quânticos dessas formas de vida a serem também inseridas no resgate atual e no resgate temporal das espécies extintas na Terra.Alguns grupos de Sírianos fazem contato via canalização com humanos na tentativa de ajudar no despertar de consciência e  eles não viajam no universo como nós na Terra compreendemos, pois  viajam no tempo de um lugar para outro por condução do pensamento.A Hierarquia de Sírius consiste de uma federação multidimensional de diversas civilizações dentro do sistema de Sírius. A história do passado da Terra é tão especial, que outras civilizações galácticas além dos Sirianos, têm influência sobre as questões da Terra.Uma outra maneira pela qual os Sirianos aparecem na forma física aqui são como “sementes estelares” humanas, aqueles que passaram a maior parte de suas vidas em um corpo Siriano, mas escolheram encarnar como um humano da Terra para um propósito específico, ou através de nascimento ou como “entrantes”. Há também os que vem como emissários, que escolheram passar a maior parte de suas vidas neste ciclo, como humanos terrestres, e a maioria deles estão ou estiveram no processo de serem “despertados” por seus guias de Sírius em outras dimensões. Estes guias estão trabalhando com os Corpos de Luz dos seres físicos, bem como com seus corpos físicos, mentais e emocionais, para prepará-los para vir para a consciência total.Também, os Sirianos, assim como os cetáceos, tem enormes capacidades telepáticas e psíquicas.A comunicação telepática é concentrada através do quarto chakra, o cardíaco, mais do que com o quinto e o sexto chakras. Isto faz com que a comunicação seja muito mais amorosa que apenas palavras ou pensamentos. Os Sirianos também ajudaram geneticamente a co-criar as formas golfinho/baleia, e esta é uma razão pela qual muitos espíritos Sirianos são tão atraídos aos que estão encarnados na Terra como Cetáceos.

A ATUAÇÃO DO POVO DE SÍRIUS EM NOSSO PLANETA

Os professores e mestres de Sírius, por intermédio das Escolas Sagradas da Atlântida e do Egito, transmitiram à Terra a compreensão da natureza das técnicas da criação, utilizadas pelo Elohim e os Arcanjos, bem como o projeto e função do Corpo de Luz Angélico Humano e sua relação com o Tempo e Espaço dentro de diferentes estruturas dimensionais.Nesta parceria mais recente, os Mestres Sirianos ajudaram a transmitir para as Grades Diamante da Nova Terra, os Códigos de Luz para a primeira e grande atualização do Corpo de Luz Diamante. Esta atualização destina-se a regular o Corpo de Luz á sua nova função como um Veículo de Luz Multidimensional. Ondas de luz intensas estão sendo transmitidas a partir de Sírius, e estas carregam os padrões de ondas e frequências das novas calibrações do Corpo de Luz.

O OLHO DE HÓRUS-UM SÍMBOLO DE SÍRIUS

Esta é uma imagem do “Olho de Horus” de Sírius, símbolo que foi ensinado aos iniciados nas antigas Escolas Egípcias de Mistérios, pelos Mestres de Sírius. A imagem mostra como a Glândula Pineal no cérebro humano foi o local principal para a Criação e Manifestação, que era o significado e propósito do símbolo do “Olho de Horus”. Assim, quando o olho de Horus ou a Glândula Pineal é fortemente ativada pelas transmissões de Luz, a partir do sistema da Estrela de Sírius, significa que uma energia poderosa de Criação e Manifestação está em curso. Os Conselhos da Terra estão recebendo Novos Modelos para Formas Superiores de Vida e de Consciência na Terra.Aqueles que não estão recebendo as transmissões(os que ainda não despertaram) irão continuar com suas vidas no âmbito da realidade que conhecem, até que estejam prontos para se graduarem para a estrutura Multidimensional que está sendo realizada agora.

A RAÇA DE ÓRION-OS REPTILIANOS ARI-AN (ARIANOS?) 

Uma das mais antigas Raças das Estrelas neste setor do Universo é a reptiliana Ari­An, a qual descende dos ancestrais dinossauros no sistema de estrelas da Constelação de Órion. Governados por rainhas, criaram o mais poderoso império da galáxia. Os guerreiros Ari­An eram inigualáveis em ferocidade e bravura, e o Império Ari­An de ÓRION insuperável em poder, conquista e tamanho. A Constelação de ÓRION (O Caçador), com seu cinturão de três estrelas centrais, popularmente conhecidas no Brasil como as Três Marias, e que são Mintaka, Alnilan e Alnitak. As quatro estrelas externas são Betelgeuse (Cor Laranja, em sentido anti­horário), Saiph, Rigel (Azul grande) e Belatrix.

Este conjunto de três estrelas é popularmente chamado pelos brasileiros de as “Três Marias” e nada mais é que o centro da constelação – representa o cinturão do gigante (vide figura acima). Sabendo encontrá-las, encontra-se a constelação completa facilmente.
Veja o mapa a seguir;
Ele representa a porção leste do céu logo após o crepúsculo. A constelação de Órion está destacada na figura – perceba como é fácil identificar o padrão após encontrarmos as Três Marias. Elas estão envolvidas por um trapézio formado por quatro estrelas de primeira magnitude: Alfa de Órion (Betelgeuse), de coloração mais avermelhada, representa o ombro direito de Órion, temos em seguida Gama de Órion (Bellatrix) como o ombro esquerdo, Kapa de Órion (Saiph) é o joelho. A última estrela do trapézio é justamente a que está oposta a Betelgeuse – Beta de Órion (Rigel), uma estrela que também se destaca, representando o pé direito de Órion.
A Contelação de  Órion, um mundo de proporções bem maiores que a Terra, próximo ao tamanho de Saturno, com cerca de 107 456 quilômetros de diâmetro equatorial e 98 500 quilômetros de diâmetro polar, um mundo com natureza variável onde, além das selvas e savanas semi-áridas, existiam grandes desertos de rochas e cadeias montanhosas com mais de 24 mil metros de altura, rico em oxigênio, com taxas de cerca 37 por cento de oxigênio, contra nossa taxa aproximada de 21 por cento do mesmo composto.As formas de vida desenvolvidas na constelação de Órion eram, em grande parte, Draconianas e de Insetos com grande capacidade de adaptação ambiental, possuindo genes do arquétipo Adâmico(Adam Kadmon) que tinham sido inseridas pelos governantes e seus colaboradores há milhares de anos antes, ainda nos planos sutis. Esse sistema Estelar ou Solar era um importante ponto estratégico, pois ele situa-se numa relação geométrica de vista para as profundezas da nossa Via Láctea;Esse corredor dá acesso a outras constelações e mundos com grande potencial mineral e energético, que também foram colonizados e multiplicadores de diversas formas de vida, o qual permitiam um acesso direto ao aglomerado de Aldebaran e às Híades, bem como a passagem para as Plêiades.
 Portanto, a posição do Sistema Solar de Órion era um ponto de vital importância para os interesses dos governantes e seus colaboradores, pois com o poder sobre esse sistema, seria possível desenvolver a dissipação do vírus do poder e da corrupção através de seus enviados encarnados, que mantinham a consciência do jogo político que estava sendo implantado nesse setor.Um fator que pode parecer superficial, mas é de vital importância para o expansionismo dessa civilização, era a sua pequena distância de Alnitak de 25 anos-luz, que equivale à distância da Terra de Vega, permitindo assim um forte raio de ação das formas-pensamento que cada alma gerava no seu processo criativo. A cristalização material dentro da 3.ª dimensão física desse mundo, iniciou-se há cerca de 645 milhões de anos, em paralelo com manifestações também materiais da Terra.  A parcela do código genético e genes da estrutura adâmica, permitiu que parte dos Draconianos desse mundo sustentasse na sua estrutura fisiológica uma semelhança com os humanoides que eram os primeiros protótipos da forma Draco que viria a ser obtida em Vega pouco depois. Essa raça manifestava capacidades bem mais refinadas de percepção extra-sensorial em relação aos outros Draconianos, pois as outras formas de vida draconianas que desenvolviam a percepção consciencial individual eram mais robustas e animalescas devido ao seu elevado poder de adaptação para a sobrevivência em diferentes situações ambientais.
Assim, esses Dracos, que denominaremos de Alfa Dracos, tinham uma capacidade cerebral e racional bem mais desenvolvida e penetrante que seus irmãos e parentes planetários e por essa razão passaram, ao longo de poucos anos de reprodução, a estruturar a sua civilização para liderar e conquistar uma forte aliança com seus irmãos, não dividindo forças, como já tinha ocorrido em outros setores do planeta, com outras divisões raciais que lutavam entre si. Todas essas formas de vida possuíam inteligência e viviam em comunidade, dado serem o resultado criativo das antigas civilizações de outras eras, que já tinham ascensionado para patamares mais sutis, sendo portanto o resultado genético conseguido .A raça Alfa Draco conseguiu unificar todas as divergências raciais e intelectuais criando uma civilização em castas e, gradualmente, em socialismo, onde cada qual participava de forma aberta para a comunidade, fazendo assim com que a unificação/ consciência se tornasse cada vez mais coesa. Dentro das sete manifestações raciais principais da constelação de Órion existia a Cenak, que possuía poderes de projecção mental e materialização de objetos do plano astral, que eram usados para ajudar na formatação da tecnologia que os Alfa Dracos estavam plasmando através da sua intuição. Com isso os Cenak e os Alfa Dracos detinham um poder e penetração consciencial muito profunda no restante da civilização. Essa união ajudou a sedimentar uma poderosa tecnologia em que a ciência computacional e psíquica foi sendo composta de forma a gerar uma tecnologia inédita nesse quadrante que lhes permitia, através de psicometria cerebral, vasculhar os outros planetas e verificar o tipo estrutural dos astros mais distantes como se fossem projeções mentais via satélite. Esse método é ainda usado na atualidade pelos projetores consciência do Governo Secreto da Terra (Elite /Cabala), que estão ligados a ramificações desse grupo.
 
Gradualmente, os habitantes de Órion desenvolveram sua tecnologia de navegação sideral, a qual lhes permitiu visitar os planetas vizinhos e lá construírem bases avançadas para a colonização lenta mas consistente desses outros mundos. Como nem todos tinham as condições ambientais necessárias à sobrevivência das sete raças do planeta Órion, foram construídos grandes complexos na superfície, e posteriormente no subsolo, para validar o processo de colonização. Foram também criados grupos de trabalho e comunicação com as formas de vida existentes em cada mundo para as estudar e enraizar laços de amizade e colaboração mútua. Nesse processo eles encontraram cerca de 630 formas de vida com capacidade intelectual e desenvolvimento que merecia ser explorada para a formação de uma nova linha existencial de comunicação social, onde essas formas de vida foram sendo treinadas e estudadas para que pudessem desenvolver-se junto das raças dominantes de Órion. Nesse papel, a raça Cenak foi a que melhor pôde ajudar no projeto, pois com suas capacidades psíquicas ajudou a desenvolver uma comunicação e troca de favores, evitando assim as guerrilhas e mal-entendidos.
OS SAURANOS
Como o nome indica, Sauranos são as raças ligadas ao arquétipo dos Sáurios, que envolvem diversos tipos de seres e que constituem parte do arquétipo dos Draconianos, visto que este último é muito amplo, envolvendo cerca de 700 espécies, as quais tiveram a sua origem primordial na estrutura de Répteis e Dinossauros.Segundo alguns registros akáshicos secretos, os Grays possuem na sua estrutura genética, derivada de Vega, uma percentagem de genética saurina, portanto ligados sutilmente ao que normalmente é denominado como Draconiano pelos nossos canais na Terra. Na realidade, existe uma grande confusão em relação ao termo ou denominação Draconiano, pois as pessoas discriminam-nos como sendo grandes e perversos répteis, o que não é verídico. Tal como a nossa raça humana, nas suas diferenças, engloba pessoas ligadas à luz ou às trevas e não generalizamos por esse fato, também neste caso, sendo os Draconianos uma forma racial com cerca de 700 derivações, muitas delas são de poderosos seres de amor e de Mestres . A energia genérica dos Draconianos está presente no arquétipo da constelação de Zeta Reticulum(Greys) onde se situa o centro de operações de colonização e invasão dos Grays. Em Sírius também existem diversos mundos onde o arquétipo de Sáurios, e portanto Draconianos, está manifestado, assim como muitos insetóides, que poderiam ser diferenciados entre uma das linhagens derivadas dos antigos Draconianos de há alguns bilhões de anos em nosso passado estelar, época em que essas ramificações foram condicionadas através de seleção natural e manipulação genética, de acordo com as necessidades de cada planeta. A espécie Draconiana e suas 700 derivações estão presentes em milhares de pontos da nossa galáxia, portanto, são uma raça primordial devido às suas características de sobrevivência em ambientes extremos e, tal como muitas formas humanas genéticamente desenvolvidas, possuem capacidades superiores.
ANU FALA SOBRE O FUTURO DA TERRA
“Há muitos seres de Nibiru e de outros planetas e galáxias a bordo desta nave-mãe pleiadiana, estacionada em sua órbita em um plano dimensional superior, que estão ativamente envolvidos na concretização do Plano Divino para a Terra e seu povo. Há muitos outros extraterrestres, pais de sementes estelares na Terra e também os representantes de pais de raças de estrelas sementes, caminhando a bordo da nave para dar assistência às suas crianças encarnadas na Terra.  É muito excitante trabalhar com vocês através do nosso povo na Terra. Eles são conhecidos como Emissários da Federação Galáctica do Conselho Nibiruano e também como Avyonianos. Há muitos destes emissários encarnados entre vocês, que estão disseminando assuntos a respeito de seu parentesco e as boas novas sobre a assistência que nós trazemos no encerramento do tempo do drama final de vocês na realidade tridimensional. Logo vocês terminarão este grande drama que estão vivendo e se moverão para a realidade pentadimensional (5ª D) e se juntarão à maioria de nós que vive na 5ª e em dimensões mais elevadas. Nibiru é quadridimensional neste momento”.
“Nós, na nave-mãe pleiadiana, estamos na 6D. Eu dirijo a 6ª região dimensional do Conselho Nibiruano da Federação Galáctica. Nossa tarefa principal neste momento é ajudar o homem em um processo que nós chamamos de “Recodificação e Reconexão do DNA”, entretanto nós também estamos trabalhando para transmitir a vocês a história de seu universo e planeta. Também trabalhamos com o ministério Crístico da Hierarquia Espiritual da Terra. O Conselho Nibiruano é muito amplo e possui vários níveis, e dá assistência à Terra e a outros planetas em nosso sistema solar, pois trabalhamos com seres de muitas galáxias e sistemas estelares. Neste momento presente nós estamos concentrados em uma aliança com nossa raça conselheira, os Felinos, de Sírius A, e com os Crísticos Sirianos – a chamada Aliança Síriano/Pleiadiana. Juntos, nós estamos trabalhando na recodificação do DNA de vocês. Nós também estamos transmitindo informações sobre a história, bem como sobre a paternidade de vocês.
Os Felinos( o povo do Leão) proveem ajuda, removendo os implantes de DNA de seus corpos astrais e fundindo as doze fitas de DNA em seus corpos astrais – no seu sistema endócrino. Os Sirianos Crísticos proveem assistência nos ajudando a alcançar aqueles na Terra que estão prontos para abraçar o processo de recodificação do DNA. Eles trabalham com os guias desses indivíduos e os encorajam a desbloquear e limpar seus corpos, como uma preparação para o processo”.

ANU REVELA O SISTEMA DE FUNCIONAMENTO DO UNIVERSO Á NÍVEL ESPIRITUAL

“Eu começarei esta história com uma breve avaliação de como o universo é organizado e administrado. Nosso universo é composto de muitas galáxias, estrelas e planetas e as Hierarquias Espirituais vigiam tudo isto. Há muitas hierarquias diferentes. A Hierarquia Universal é como o “Conselho de Diretores” de uma grande corporação. As outras Hierarquias vigiam diferentes galáxias, as constelações e sistemas estelares, e, além disso, existem as Hierarquias que vigiam os planetas individuais e estrelas. Estas são as Hierarquias Planetárias. Todas as Hierarquias são compostas de almas que escolheram servir nos reinos angelicais. Sananda(CONSCIÊNCIA CRÍSTICA-CRISTO-?nota pessoal), embora não seja do reino angélico, está encarregado da Hierarquia Espiritual planetária de vocês, já que ele é o mais importante dos Sirianos Etéricos, os herdeiros da Terra. Um outro tipo de Hierarquia assessora o Plano Divino de diferentes grupos de almas. Todas as almas são fragmentos do Divino Criador, ou como muitos de vocês dizem, Deus. Os anjos aprendem e evoluem exatamente como o restante de nós, eles apenas o fazem de um modo diferente. Os anjos evoluem servindo e auxiliando os encarnados, como membros das Hierarquias espirituais. Os encarnados evoluem aprendendo a servir uns aos outros. Assim, em essência, todas as almas evoluem através do serviço mútuo. Serviço é sinônimo de Amor Incondicional e Amor Incondicional mútuo é o que todos nós nos esforçamos para alcançar.As almas são divididas em grupos, de acordo com a preferência que elas têm pela evolução  e pelo seu nível de evolução(semelhança com a doutrina espírita?-nota pessoal). O agrupamento dos encarnados torna mais fácil a administração dos Planos Divinos. As almas se movem para dentro e para fora dos grupos conforme elas evoluem. Algumas almas evoluem mais rapidamente que outras. Os Agrupamentos de almas são agrupamentos dentro de grupos de almas maiores. Uma vez a lição aprendida, as almas passam para outros grupos para aprender outras lições. Mentores são colocados para cada grupo de almas para ajudá-las durante suas encarnações e após, quando elas voltam ao Espírito.”

OS GRUPOS DE ALMA DA TERRA

“Neste momento há um imenso grupo de almas usando a Terra – os SirianosTerrestres. Este particular grupo de almas é um grupo para o qual o corpo físico com duas fitas de DNA foi criado. Todas as almas na Terra usam os veículos de DNA de duas fitas, sem se darem conta da sua verdadeira origem planetária. Na Terra há também muitos outros grupos de almas menores. As Sementes Estelares e os Walk-ins constituem alguns destes grupos menores. Agora olhemos o Grande Plano Divino; nosso universo é uma parte do Divino Criador. O Divino Criador, a quem eu me referirei apenas como Ele por uma questão de simplicidade, estava em um estado de primazia absoluta e perfeição, e, COMO ELE ESTÁ SEMPRE EM EXPANSÃO, o Divino Criador decidiu que Ele desejava experimentar mais de Si mesmo. Para fazer isto, Ele teve que fragmentar a Si mesmo em muitos pedaços, e Ele fez justamente isto. Ele se fragmentou em milhares de pequenos Divinos Criadores. Cada um era uma cópia em papel-carbono d’Ele, e Ele os chamou de Primeiras Almas-fonte. Cada uma tinha a habilidade de criar, manifestar, entender e sentir emoções de todo tipo. Em essência, elas eram Deuses como Ele.

Por isto é que falamos que vocês são Deuses encarnados, da mesma forma que nós somos Deuses encarnados. Cada um de vocês é um fragmento do  Divino Criador, como eu e todos os outros. Cada um de nós é igual a Ele, desde que temos os mesmos poderes de entender, criar, etc. É o que nós fazemos com nosso poder e é “como” nós o sentimos que provoca os sentimentos de desigualdade. Estas Primeiras Almas-fonte foram divididas em duas linhas de evolução: Angélica e Encarnada. As almas encarnadas têm doze dimensões através das quais evoluir e as almas angélicas têm sete reinos para seu processo evolutivo. Os anjos e os encarnados não podem evoluir um sem o outro, o que significa que eles tem que trabalhar juntos para a evolução de todos. Para evoluir, as almas precisam experimentar algo que crie desenvolvimento.”

CONCLUSÃO
Verifica-se então que as nossas limitações raciais e culturais impedem que possamos realmente compreender na íntegra a grande salada racial e diferenças políticas entre muitas dessas delegações aqui presentes na Terra, que alegam seu direito de posse sobre ela e isso porque o nosso planeta já foi berço de diversas raças,incluindo as Draconianas e Saurianas, tal como nossos registros arqueológicos demonstram na época dos dinossauros. Tal como cada país da Terra possui a sua política e jogo de interesses, também essas delegações e grupos possuem seus interesses particulares e opiniões para além dos planos sobre o que fazer e como fazer na Terra, em que a raça humana em muitos aspectos é o ponto problemático da questão.E porque é assim?Porque ainda precisamos retirar todos os escombros que nos acompanham, destas muitas guerras, conquistas, tomadas de poder, recombinações genéticas á qual fomos submetidos.Mas, por outro lado, temos já suficiente informação para tomar as rédeas e o controle, á partir das escolhas mais simples, as mais fáceis, já que esse controle passa pelos nossos 5 sentidos básicos e um ainda extrasensorial na infância de suas potencialidades.Não conseguiremos realmente colocar em prática o plano evolutivo que nos foi designado e que é nossa herança galáctica, assistida pelos seres de luz de Orbes espiritualizados, se não começarmos a retirar esses escombros, fazendo as escolhas corretas, usando nosso livre-arbítrio, lei universal que não pode ser quebrada,porque assim é a LEI para este universo.Existe uma vela acesa embaixo destes escombros….é a nossa centelha divina.Mas, sem nos livrar-mos deles, a nossa chama divina não brilhará para ninguém, muito menos para nós mesmos.

***************************************************************************************************************************

**********************************************************************************************************
Nós , da “Luz é Invencível” disponibilizamos informações baseadas em pesquisas , as quais são citadas na nossa bibliografia, de pesquisadores, antropólogos, ufólogos,egiptólogos e astrofísicos.Portanto, cabe á cada um, discernir por si mesmo, o que lhe soa melhor, ou mais verdadeiro….ou não.Não estamos aqui tentando impor quaisquer doutrinas/conceitos/histórias/verdades irrefutáveis. Estamos somente tentando abrir o leque de opções, fazendo com que todos parem para pensar e analisar outras possibilidades.A história da Terra é antiquíssima, tem de ser reescrita e nós fazemos parte desta missão, de reescrever a nossa história, deixando outro tipo de legado aos nossos descendentes, afim de que eles não passem pelo que nós passamos e ainda estamos passando.Um outro legado mais realista, mais baseado em CONHECIMENTO e não em CRENÇA LIMITADORA/MANIPULADORA é a nossa maior missão;é isso que temos de deixar  como herança para as futuras gerações.
***************************************************************************************************************

Bibliografia para consulta

O Mistério de Sírius
Robert Temple
Sacred Symbols of the Dogons
Laid Scranton
La História  Secreta de los Reptilianos
Scott Alan Roberts
O livro perdido de Enki
Zecharia Sitchin
Os Filhos de Òrion
Maria Sílvia P. Orlovas
Os Exilados de Capela
Edgard Armond
Terra-Chaves Pleiadianas para a biblioteca viva e Mensageiros do Amanhecer
Bárbara Marciniack
Catastrophobia e A Agenda Pleiadiana
Bárbara Hand Clow
A Profecia de Òrion
Patrick Geryl
Through Alien Eyes
Wesley Bateman
Conversando com os Reptilianos
Chico Penteado
O Prisma de Lyra
Lyssa Royal e Keith Priest

Nota; Alguns livros estão disponíveis na nossa Biblioteca

Divulgação: A Luz é Invencível

Anúncios

28 comentários em “O SISTEMA ESTELAR DE SÍRIUS E OS ANTIGOS REGISTROS DE ÓRION

  1. Boa noite! A mais ou menos uns 18 anos atrás (tenho 63 anos) logo após eu dormir tive uma experiência muito intrigante para mim, na época não tinha ouvido falar de Sírius, então eu me transformava nua bola de luz ( mas era eu, eu tinha consciência) e essa bola de luz ganhava o espaço numa fração de segundos e eu pensava, estou votando para casa, estou voltando para Sírius, e sentia uma enorme alegria, no mesmo instante pensei de novo, não posso voltar agora, ainda não é o momento, e retornava na mesma velocidade para o meu corpo…acordei. Procurei explicação, mas tive algumas respostas que não esclareceram quase nada. Muitos anos mais tarde pesquisando, porque esse assunto sempre voltava ao meu pensamento, li sobre os Sirianos. Ainda estou muito confusa pois não obtive respostas objetivas sobre o evento. Vocês poderiam me esclarecer alguma coisa ou me indicar livros? Gostaria de saber pois tenho tido vários insaites do nada acesso artigos que falam da 5D da Terra, da evolução, do amor incondicional, muito do que li neste artigo, mas gostaria de saber mais. Obrigada pela atenção. Paz e luz!!!

    Curtir

    • Olá Tânica

      Muitos de nós viemos de outros planetas para ajudar a Terra e a humanidade na ascensão, e tem muitas lembranças guardadas profundamente, as vezes algum evento, ou imagem desperta parte destas lembranças e a conexão com a nossa família galáctica fica mais forte, temos sonhos, saudades inexplicáveis, sentimento de que a forma como o mundo funciona está errada, e outras percepções, o interessante é você usar um motor de busca com as palavras Sirius e livro, que terá opções para escolher, assim não corro o risco de te desviar de algo que o teu guia deseja que você siga, siga sua intuição que é o melhor caminho.

      Muita paz, luz, amor e expansão de consciência
      A Luz é Invencível ☼

      Curtir

  2. Olá!
    Gostaria de saber se vcspodem me indicar onde encontrar algum livro ou site sobre o povo felino?
    O povo que são de Sirius.
    Gratidão
    Maria

    Curtir

    • Olá Maria

      Infelizmente não tenho conhecimento de livros os site a respeito do assunto citado, acredito que com o comentário publicado alguém que tenha esta informação possa ajudar.

      Muita Paz, luz, amor e expansão de consciência
      A Luz é Invencível ☼

      Curtir

  3. Bom dia!!
    Sou Leandro
    Sendo honesto achei o link desde site por acidente, enquanto conversava com uma amiga.
    No meu interior sempre soube que muitas historias não se encaixavam. Fiquei perplexo e maravilhado, tudo muito esclarecedor,

    Gostaria se estudar mais e saber mais sobre tudo. O que vocês puderem me indicar para ler, eu agradeceria muito. Como falei antes achei por acidente e estou chegando agora, mas quero saber, conhecer, e aprender mais.

    Att.

    Curtir

    • Olá Leandro

      Muitas coisas acontecem em nossa vida que pensamos ser por acidente/acaso, mas tudo faz parte de um grande plano dos nosso anjos protetores ou guias, que nos direcionam para sincronicidades, quanto mais isto acontece indica que estamos mais conectados com eles e elevando nossa energia. Sugiro utilizar o campo busca no canto inferior a direita, coloque o assunto do seu interesse e pesquise/aprenda nos post que ressoarem com seu coração.

      Muita Paz, luz, amor e expansão de consciência
      A Luz é Invencível ☼

      Curtir

    • Olá Cristiana

      Nós da Equipe da Luz ficamos muito felizes com esse retorno ,o que nos indica que estamos conseguindo realizar este trabalho de concientização/desbloqueio das mentes nesta Transição Planetária.Continue conosco e venha participar com seus comentários .

      Muitas vibrações positivas da Equipe da Luz é Invencível

      Curtir

    • Olá Sr Reidner

      Obrigado pelo comentário e pela presença.Seja bem vindo.

      Nossa biblioteca virtual possui um link após a bibliografia.Clique e aguarde abrir os arquivos.À esquerda,verá os temas;clique nos do seu interesse.Qualquer dificuldade,contate-nos.Continue conosco.

      Muitas vibrações positivas da Equipe da Luz é Invencível

      Curtir

  4. Muito bom, e o mais importante é saber que somos parte do universo ligado pela mesma Energia. Que a paz esteja com todos nos.

    Curtir

    • Olá Sr Sebastião

      Obrigado pelo comentário e pela presença.Seja bem vindo

      Todos nós estamos tomando conhecimento, nesta época da Transição Planetária,sobre a nossa verdadeira história e do nosso planeta, o que implica em aceitarmos que temos nosso código genético(DNA)originário das estrelas.Ainda vamos descobrir muitas coisas que estão debaixo das calotas polares , debaixo dos oceanos e dos desertos, já que o planeta está em franca modificação climática e geológica.Continue conosco e traga sua luz para compartilhar.

      Muitas vibrações positivas da Equipe da Luz é Invencível

      Curtir

  5. Muito bom conteudo, e para mim veio em um momento especial em que tudo se encaixa, e me faz crer que somos todos sentelhas divinas de Deus. OBRIGADO.

    Curtir

    • Olá Sr John

      Obrigado pelo comentário e pela presença.Seja bem vindo

      Nós estamos disponibilizando este material exatamente porque sabemos que a história da Terra está sendo desvelada, muito estava oculto pela mídia e pela história que era conhecida de uma minoria,mas propositalmente não divulgada.Sabemos que somos filhos das estrelas, sementes estelares que estão recuperando a memória e conhecendo seu passado na Terra.Continue conosco e nós agradecemos as palavras de incentivo ao nosso trabalho.

      Muitas vibrações positivas da Equipe da Luz é Invencível

      Curtir

  6. Pingback: CONHECENDO AS CONTELAÇÕES-Sírius-Constelação de Canis Major | A Luz é Invencível

  7. Sinto-me grato por tido a oportunidade de acesso a estas informações sobre a hiostória do nosso planeta.

    Curtir

    • Olá Sr Willins

      Obrigada pelo comentário e seja bem vindo

      Nossa função aqui é disponibilizar cada vez mais informações para que todos possam despertar para novas realidades que por tanto tempo ficaram ocultas,afim de nos manipular.Fique sempre á vontade para compartilhar suas impressões conosco.
      Muitas vibracões positivas da equipe da “Luz é Invencível”

      Curtir

    • Olá Sr Luis

      Obrigada pelo comentário e pela presença

      A nossa postagem foi,dentre outros textos, baseada no livro “The Syrius Mistery,” do lingüista norte-americano especialista em sânscrito da Universidade da Pensilvânia, na Filadélfia (EUA), e membro da Royal Astronomical Society,Robert K. G. Temple, que se encontra na nossa biblioteca virtual. Mas, para qualquer outra dúvida, poderia nos fazer a gentileza de reformular a pergunta mais específicamente, que tentaremos esclarecer com mais dados.

      Muitas vibrações positivas da equipe da “Luz é Invencível”
      Mônica

      Curtir

  8. Pingback: O Sistema Estelar de Sírius e os Antigos Registros de Órion – 08.05.2015 | Senhora de Sírius

  9. Olá Mônica,muito bom e esclarecedor,principalmente a sua resposta sobre a energia feminina. Todas nós mulheres devemos ter isso em mente e mostrar aos homens o nosso poder!!! Parabéns pelo blog e pelo extenso trabalho de pesquisa.
    Cleide

    Curtir

    • Olá Cleide
      Obrigada pelo comentário e pela sua presença.Seja bem vinda

      Na realidade,o que nós mulheres temos de incentivar é uma convivência cada vez mais pacífica, amorosa e de muita cumplicidade entre “nós e eles”,pois somos naturalmente mais “agregadoras” devido á essa característica de sermos a “matriz da vida”. Mas,tenhamos em mente que cada um exerce um papel importante nesta transição planetária,pois as relações entre seres com consciências mais elevadas,passa longe de disputas de poder e soberania de um sobre o outro.Pensemos com o nosso coração feminino e façamos das relações entre “nós e eles” uma ponte de mão dupla para ambos,prevalecendo sempre a lealdade,a confiança e o amor ,já que este último não precisa ser perfeito,porém tem de ser sempre verdadeiro.Continue conosco e obrigada pelas palavras de incentivo.
      Muitas vibrações positivas da “Luz é Invencível”
      Mônica

      Curtir

  10. Olá Mônica!!
    Simplesmente fantástica a sua análise sobre a energia feminina.Estou acompanhando as suas postagens e acho todas excelentes.Admiro sua maneira de escrever e elucidar os fatos e temas, bem como sua incrível capacidade de síntese,parabéns!O blog está cada vez melhor,continuem com a missão de voces ,
    Muita luz e paz aos dois
    Viviane

    Curtir

    • Olá Viviane
      Obrigada pelo seu comentário e pela sua presença
      Nós, da “Luz é Invencível” procuramos levar aos nossos leitores,temas que abordam vários assuntos e disponibilizar informações de fontes importantes ,dada a extensa bibliografia citada.Ficamos contentes em poder ajudar á todos no despertar.Obrigada pelas palavras de incentivo ao nosso trabalho e continue conosco.
      Muitas vibrações positivas da “Luz é Invencível”
      Mônica

      Curtir

  11. Olá Monica!!! muito precisa e pertinente sua opinião sobre o significado da energia feminina na criação do Universo. Tb penso que seja asiim. e é muito bom saber que não estamos sozinhos em nossos pensamentos. Parabéns pelo seu trabalho ….sigo com prazer as publicações de A Luz é Invencível.

    Ledà M Maddázìo
    Numeróloga Cabalista / Taróloga

    Curtir

    • Olá Leda Maria

      Obrigada pelo seu comentário pelas palavras de incentivo ao nosso trabalho aqui e pela sua presença,seja bem vinda.

      Essa visão do feminino deve ser propagada e disseminada entre todas nós, mulheres, e também para os homens.Teríamos uma convivência muito mais pacífica, harmoniosa e muito mais compreensiva de ambas as partes.Muita dor e decepção entre ambos seria evitada.Nós mulheres, somos quem na maioria das vezes temos os maiores papéís na criação dos filhos, portanto, temos uma função fundamental a desempenhar e mudar estes paradigmas antigos.Continue conosco e sempre é um prazer para nós ajudarmos a esclarecer com mais idéias e debates, que consideramos fundamentais para o aprendizado de todos.
      Muitas vibrações positivas da “Luz é Invencível”
      Mônica

      Curtir

  12. MARAVILHOSO ESCLARECIMENTO, OBRIGADA E GRATIDÃO.
    voce tem algo para elucidar o porque da gestação femenina? desde já obrigada

    Curtir

    • Olá Isabel

      Obrigada pelo seu comentário e pela sua presença

      Essa é uma pergunta que é sempre recorrente e interessante de esclarecer.A explicação que eu creio mais acertada, a meu ver, é a seguinte,baseada em alguns estudos pessoais;Quando pensamos no Plenum Cósmico/Deus/Criador,foi nos ensinado que essa energia representa a fonte e que a energia feminina representa o uso ou atividade dessa fonte.Eu diria o contrário; O feminino representa a fonte e o masculino representa como a fonte é usada.A Fonte é uma vibração feminina , não masculina, tanto que um feto humano, antes de se diferenciar, sempre é primeiramente feminino.A vibração feminina é de uma consciência que permite todas as coisas. É a fonte que mantém todas as coisas reunidas, a “cola” da criação. Este é um conceito difícil de ser absorvido por algumas pessoas. É chocante para os homens pensar que uma vibração feminina possa ser a fonte que está por trás de todas as coisas.Essa energia já foi muito valorizada no passado e as mulheres tem então sofrido muito por causa da força belicosa dos homens, sem contar a má interpretação do sexo na vida humana.É tempo de se falar, mostrar e compartilhar o conhecimento das mulheres, de
      uma maneira mágica, mística. É tempo das mulheres descobrirem mais sobre seus próprios mistérios – seus processos físicos e de geração/ nascimento e os ciclos de suas emoções. É tempo de compartilhar isso com os homens;Se cada mulher do planeta realmente soubesse quanto poder possui, o que o patriarcado faria?Pensemos nisso e continue conosco.

      Obrigada pelas gentis palavras de incentivo ao trabalho aqui da “Luz é Invencível”
      Muitas vibrações positivas
      Mônica

      Curtir

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s