A Revolução da Consciência

post-02-29-1
Uma revolução está acontecendo no mundo atualmente, mas não de confronto entre exércitos e não com o objetivo de matar. É uma revolução para despertar a nossa consciência.

Esta revolução é para o século 21 o que foi a revolução científica para o século 20. A revolução científica revelou leis objetivas e discerníveis de fenômenos externos e aplicou estas leis ao mundo material. A revolução da consciência revela leis objetivas e discerníveis de fenômenos internos e também como aplicar no mundo externo.

A revolução científica melhorou o estado da humanidade de muitas maneiras, mas também promoveu uma visão de mundo em última análise pouco útil e desumana. Essa visão de mundo é mecanicista, materialista e racionalista, sem a menor intenção de valorizar a consciência. No entanto, a consciência fornece a visão moral, espiritual e o propósito ético, sem o qual toda a ciência do mundo não vai nos impedir de destruirmos a nós mesmos e o planeta em que vivemos.

A ciência nos faz seguir com ironia e um profundo suspiro de descrédito de que ela vai curar os males do mundo. Certamente a ciência melhorou e continua a melhorar o mundo de maneiras significativas. Mas apesar de todos os seus presentes surpreendentes, a ciência não pode nos dar o que mais precisamos agora. Ela não pode nos salvar de nós mesmos. A ciência pode (e não quer) curar as doenças físicas, mas não é apenas a doença física que precisa de cura. O problema central da humanidade não é material, mas espiritual. É a nossa insanidade, a nossa desumanidade para com os outros a que estamos entregues, a fim de nos salvar da autodestruição na qual parece que estamos tão empenhados.

A própria ciência está a serviço de outros interesses (financeiro e extermínio). Ela pode ser usada para o bem, mas está sendo usada para o mal. Por si só, ela é neutra e, assim, amoral. Não deve, portanto, servir como nosso deus. É hora de acabar com a nossa obediência estrita aos seus ditames, as leis do mundo material são fixas e imutáveis, inalteradas pelos poderes da consciência. O modelo ultrapassado de Newton do mundo como uma máquina, precisa de fato dar lugar à conclusão de que o Universo não é uma grande máquina, tanto que ele é nas palavras do físico britânico James Jeans, “um grande pensamento.” A própria ciência já começou a reconhecer o poder dos nosso pensamentos, que em uma grande parte do mundo tem fascinado nos últimos cem anos.

Precisamos curar os nossos pensamentos a fim de curar o nosso mundo.

A Lei de Causa e Efeito é verdadeira em todos os níveis da realidade. O pensamento é o nível da Causa e a manifestação material é o nível do Efeito. Uma mudança apenas no nível de efeito não é uma mudança definitiva na realidade, contudo se alterarmos o nível de Causa, tudo muda. É por isto que uma revolução na consciência é a nossa maior esperança para o futuro da humanidade.

O que é a revolução da consciência em poucas palavras ? Como todos os grandes movimentos da história da humanidade, esta também se baseia em uma única visão: neste caso é o de que não estamos separados uns dos outros. Nós não somos seres materiais limitados ao corpo físico, mas seres de consciência ilimitada. Como as ondas do Mar ou os raios do Sol, não existe realmente nenhum lugar onde um de nós termina e o outro começa. No nível de corpo, estamos todos separados é claro. Mas no nível de consciência, SOMOS TODOS UM.

Isto significa é claro, que o que eu faço para você, eu faço a mim mesmo. Isso torna esta uma regra de ouro, um conselho muito bom. Faça aos outros o que gostaria que fizessem a você, porque eles farão, ou alguém o fará.

Nas palavras de Martin Luther King, Jr. “Estamos presos em uma rede inescapável de mutualidade, interligados em um tecido único do destino. O que afeta um, afeta a todos indiretamente.” Este entendimento não é uma metáfora ou um símbolo, é uma descrição de um ultimato da realidade chamando a nossa consciência para mudar uma visão obsoleta de mundo idealizado pela ciência. Para recuperar este entendimento não podemos estar cegos a realidade, mas sermos visionários. Esta consciência não é apenas um líder do movimento, mas também um líder espiritual, proclamando que a condição humana não vai mudar fundamentalmente até que nossos corações sejam alterados. Até que a mudança ocorra dentro de nós, cada vez que cortarmos a cabeça de um monstro outras vão tomar o seu lugar.

Tudo o que fazemos para qualquer pessoa acabará por voltar a nós mesmos, seja como indivíduo ou nação. Quando temos conhecimento disto (causa), não podemos alegar que não entendemos aquilo (efeito). Isso muda tudo, incluindo nossos corações. Por que não podemos mudar a forma como vemos uns aos outros, já que sabemos que SOMOS TODOS UM ?

Nas palavras do Presidente John F. Kennedy, “Aqueles que fazem a evolução pacifica tornam impossível acontecer a revolução violenta.” A revolução na consciência abre o caminho para a evolução pacífica da raça humana. A alternativa para a evolução é a escuridão catastrófica e impenetrável.

Qualquer espécie em que o seu comportamento se torna inadaptado para a sua própria sobrevivência, ou ela se transforma ou se extingue. Seria muita arrogância nossa acreditar que isto se aplica a todas as espécies, mas não a nossa própria. Na verdade, o comportamento da humanidade é de fato mal adaptado para a nossa própria sobrevivência: nós lutamos com muitas armas de destruição em massa existentes no planeta e estamos destruindo ativamente o nosso próprio habitat. A nossa escolha é clara: ou nós passamos por uma mutação ou vamos morrer (desaparecer).

A mente/ego não quer ouvir isto, mas o coração se alegra infinitamente. Os ditames da ciência ultrapassada não têm tanta certeza sobre isso, mas os ditames da consciência são claros. A humanidade não precisa fazer outra máquina, ela precisa fazer outra escolha. Precisamos considerar a possibilidade de outra maneira, outra opção, outro caminho para a raça humana seguir. Aquele em que não nos curvamos diante das leis da ciência, mas sim nos curvamos diante das leis do amor. A mente/ego não será mais o nosso mestre, mas sim o nosso ajudante. A ciência não servirá mais como um falso deus, mas para auxiliar verdadeiramente toda a humanidade, deixando de servir aos interesses escusos de uns poucos. Então a humanidade vai evoluir, a paz finalmente se manifestará na Terra e a guerra nunca mais acontecerá.

©Marianne Williamson

Origem: Na 5ª dimensão

Tradução e Divulgação: A Luz é Invencível

A “Luz é Invencível” tem por norma não publicar comentários com links.
Pedimos a compreensão de todos, para qualquer dúvida temos nossa caixa de sugestões onde todos podem livremente fazer suas colocações que serão arquivadas para consultas posteriores. Agradecemos a compreensão de todos.
Equipe da “Luz é Invencível”.
Anúncios

8 comentários em “A Revolução da Consciência

    • Olá Lenise

      Obrigado pelo comentário e considerações.

      É muito importante quando alguém traz um retorno como o seu, isto indica que a missão de auxiliar no despertar, libertação de dogmas/crenças e assumirmos nosso poder interior está atingindo seu objetivo, a Luz é Invencível agradece por você estar desperta e por compartilhar sua luz.

      Muita Paz, luz, amor e expansão de consciência
      A Luz é Invencível ☼

      Curtir

  1. Não existe tempo sem espaço. O tempo sem espaço é uma ilusão. A luz irradiada por uma determinada estrela que chega hoje aos telescópios dos Seres na Terra pode ter partido de lá quando a Terra ainda era habitada por bactérias. Quanto mais longe for a localização do ponto de irradiação, mais “tempo” ela levará para chegar até a Terra porque ela terá que percorrer o espaço medido entre os dois pontos. A luz da estrela da Terra, o Sol, percorre um espaço menor para chegar até ela.

    O espaço que a luz percorre determina o quão velha é a informação que o Ser recebe. Todas as informações dadas pela luz são velhas. Inclusive sua cor. Tudo é medido por tudo. O Espaço mede o tempo e vice-versa. Neste contexto, a luz é o ponto de referência. Existem, porém, Seres que se adaptaram a um mundo sem luz. A luz deixa de ser o ponto de referência. Outros sentidos são necessários para balizar a vida sem luz.

    A ilusão é a luz. O ar localizado no ambiente onde são produzidas as refeições é mais denso e possui um “odor” característico. A informação do odor, que não é medida pela luz, não pode ter negada a sua existência. Assim ocorre com o outros elementos no planeta. A luz é o limitador.

    O Ser em um corpo encarnado experimenta a realidade através das informações que chegam em seu cérebro, que repousa em um ambiente lacrado e sem luz, pelos seus sentidos. A realidade não está completa. Ao olhar para o horizonte o Ser estará vendo apenas o que é medido pela luz, porém não poderá afirmar que aquilo que não é medido pela luz não existe. Aquele que não vê a luz não poderá afirmar que parte da realidade não existe. Um olho solar somente enxergará os efeitos da luz.

    Experimentar todos os aspectos da realidade é impossível para um corpo encarnado, Ela precisa ser absorvida pela consciência. É preciso estar consciente de que aspectos da realidade existem além da medição da luz e dos outros sentidos. Para isso não é necessário um corpo físico. A existência de Seres nos universos não está condicionada ao corpo físico, bem como não está limitada nas três dimensões “sentidas” pelo corpo.

    A referência de adiantamento ou de atraso de uma civilização é ilusão aplicada pelo espaço, que leva tempo para ser percorrido. Um Ser que faz parte de uma civilização localizada em um dos vários pontos existentes nos universos afirmará que está existindo “aqui e agora”, como o fará aquele que “aqui e agora” habita o planeta Terra. Porém a concepção de evolução ou atraso depende de onde o “aqui e agora” do Ser observador se localiza no espaço-tempo, tendo como referência outros pontos de medição nos universos. A evolução já existe. Ela apenas precisa ser percorrida. Um livro possui um início, um meio e um fim. Tudo já está contido nele, tendo sido criado materialmente há apenas uma hora, há duzentos anos ou há um milhão de anos. O livro é matéria composta por união de átomos. A informação nele constante é que necessita ser percorrida, página por página, para verificar como ele se encerra. Percorrer as páginas, assim como percorrer o espaço, leva tempo, materialmente. Mas a informação já existe. Ela depende de referência externa para ser passado, presente ou futuro.

    A informação é sempre a mesma. A ilusão de “avanço tecnológico” se dá através do veículo que é utilizado para se obter a informação. A ilusão da forma. Uma determinada música será sempre a mesma música não importando o quão tecnológico ou rústico é o aparelho que a reproduz. Assim ocorre com todas as artes, com as comunicações, com os transportes e em tudo o que é utilizado materialmente pelo Ser em todos os universos. A informação não envelhece e é utilizada para expansão da consciência. O Ser que utiliza um produto altamente tecnológico não pode se considerar ou ser considerado como avançado, pois que avançada é apenas a ferramenta que utiliza, segundo a concepção pessoal do próprio Ser ou do Ser observador. O Ser pode produzir a forma através da informação, mas a informação não se manifestará como forma enquanto o Ser não estiver pronto para ela.

    A forma pela qual a informação transita significa tão e somente isso: Um instrumento de trânsito para a informação. A informação é a mesma desde a criação deste ou de outros universos.

    As paixões, medos e desejos que assombraram os antepassados terrestres que viveram no planeta há milhares de anos, com seus antigos instrumentos de sobrevivência, são as mesmas experimentadas aqui e agora pelos Seres que voam em aparelhos como os pássaros. A forma muda. A informação será a mesma pelos tempos. A informação que não envelhece necessita, porém, ser unificada no amor.

    Uma estrela que extinguiu-se após 10 bilhões de anos de existência poderia possuir planetas habitados por civilizações. A sua luz levou tempo para percorrer o espaço até o planeta Terra. Um Ser que habitasse algum planeta que orbitasse aquela estrela poderia imaginar que estava “atrasado” ou “adiantado”, em tempo, em evolução, equiparando-se aos habitantes de outro planeta de outra estrela se soubesse de sua existência. “Aqui e agora” a luz da estrela da Terra, o Sol, está viajando por longas distâncias, por bilhões de anos e será captada por um Ser habitando um futuro planeta, cuja estrela ainda não nasceu. No “aqui e agora” de seus olhos, os habitantes do planeta Terra viveram há alguns bilhões de anos e deveriam ser mais adiantados. A ilusão dada pelo futuro do “aqui e agora” é a de que o passado “aqui e agora” é mais adiantado. O Passado, o futuro e o presente não são avançados ou atrasados. São simplesmente “aqui e agora”.

    O presente, o futuro e o passado depende de onde o Ser observador está localizado “aqui e agora”, sendo o “aqui” caracterizado pelo espaço e o “agora” caracterizado pelo tempo, tendo como parâmetro o “aqui e agora” de outros mundos. Adiantamento e atraso não depende do tempo-espaço, mas da consciência existente no Ser no “aqui e agora”. O Ser não necessita de outro Ser para aprender a ter consciência, pois de nada adiantaria ensinar o conceito da física das partículas a uma criança encarnada na Terra se ela não estivesse pronta para o aprendizado. A consciência da existência surge no ser e para o ser, aqui e agora. O “aqui e agora” de um Ser, em termos de expansão de consciência, pode não ser o mesmo “aqui e agora” de outro Ser que habita o mesmo mundo. Nivelar os “aqui e agora” de todos os Seres pertencentes a um mesmo mundo exige tempo ou necessita de arranjos de alçada superior para nivelação forçada por migração.

    Existem Seres positivos no planeta Terra? Existem Seres negativos no planeta Terra? Se a resposta for positiva para ambas as perguntas, então serão positivas as respostas para as mesmas perguntas quanto aos tipos de Seres existentes nos vários mundos dos universos.

    Os seres negativos do planeta Terra em algum momento se tornarão positivos. Os positivos em algum momento se tornarão negativos. A concepção de positivo ou negativo será dado pelo Ser observador que usar outro Ser como espelho. Esta concepção existe apenas e tão somente no Ser observador. Um Ser que se sente positivo pode despertar um sentimento negativo em outro Ser. O Ser saberá quando se “negativou” ou se “positivou”, observando como espelho outros Seres.

    O mesmo se aplica sobre a concepção de “bem” e “mal”. Uma determinada experiência poder ser captada por um Ser como sendo má, porém, a mesma experiência pode ser considerada como boa para outro Ser. A concepção de “bem” e “mal” está dentro do Ser e somente nele poderá ser encerrada, concluindo que tudo o que ocorre exteriormente ao seu corpo físico não é “bom” ou “mal”. Apenas “é”.

    As polaridades são uma ilusão, pois tudo apenas “é”. O juízo de valor é dado pelo Ser, pois que experimenta as polaridades alternadamente e não simultaneamente. O instrumento da ilusão é o tempo-espaço.

    Na Terra o Ser usa a matéria (corpo encarnado) para transmutar seus sentimentos, A matéria existente no planeta para seu usufruto (roupa, residência, automóvel, aparelhos eletrônicos, alimentos, dinheiro, etc.) servirá ou não ao Ser como instrumento para desencadear a manifestação de sentimentos (inveja, luxúria, cobiça, cólera, raiva, ambição, paixão, amizade, solidariedade, etc.) que o toma para obter a matéria que o motiva. Uma vez obtida, o trabalho para a manutenção passará a ser o instrumento de manifestação. Outros Seres também servirão ao mesmo propósito. Em última instância, o medo (compilação de todos os sentimentos de baixa vibração) será o sentimento máximo que deverá ser transmutado, buscando apenas o amor, destino único para todos os Seres existentes nos universos.

    O Ser que exterioriza ter a posse de consciência ou se auto-intitula “consciente” com o propósito de arrebanhar seres menos conscientes, segundo seu julgamento, para qualquer finalidade, não está mais do que exteriorizando um sentimento seu. Aos olhos de outros Seres, ele poderá ser um mestre ou um mistificador. Em todo o caso, o “rótulo” será dado pelo Ser que o estiver julgando.

    A repetição é característica comum nos universos. Tudo se repete. Os átomos existentes neste universo são quantitativos. A tabela periódica contém um numero limitado de componentes. Os milhões de aspectos da matéria neste universo são apenas arranjos diferentes dos mesmos componentes. Tudo o que existe no corpo físico do Ser na Terra teve origem em uma ou em várias estrelas. Tudo se repete. Os mesmos componentes existentes na galáxia mais longínqua será encontrado na estrela mais próxima. Até mesmo o Ser se repete. A experiência do Ser nos vários mundos “aqui e agora” compõe o seu Eu Superior. Neste exato momento o mesmo Ser existiu “aqui e agora”, existe “aqui e agora” e existirá “aqui e agora”. Simultaneamente e em vários pontos dos universos, o Ser está existindo no presente, no passado e no futuro. O destino do Ser é equilibrar-se. O seu Eu no passado pode estar desequilibrado, tanto quanto o seu Eu do futuro. A meta do Ser é equilibrar-se no seu “aqui e agora” , elevando o Eu superior. Conscientemente.

    Todas as respostas para todas as perguntas estão localizadas apenas e tão somente dentro do Ser. O Ser nasce e morre dentro de si mesmo constantemente. Ele contém o seu início e o seu fim. Eternamente. A semente de uma fruta possui a fruta que possui a semente.

    O Ser nunca se sente completo porque a sua referência é exterior. O Ser, sendo completo, não necessita de outro Ser para se sentir completo. Todos os Seres são um só Ser. Nenhum Ser está desligado de outro Ser. Seu Eu superior e todos os Eu’s superiores não estão desligados uns dos outros. Existe apenas um Ser. Um Ser que se completa e se encerra em si mesmo, completa simultaneamente todos os seus “aqui e agora” existentes nos universos, que completam o Eu superior, que completa o Único Ser. Uma partícula dentro de uma vaso, não saberia, juntamente com as outras partículas que compõe o vaso, que pertence a um vaso. Nem mesmo que repousa sobre uma mesa, em um ambiente de alguma residência, de algum planeta orbitando uma estrela dentro de uma galáxia.

    Não importa o tempo onde o verbo é aplicado. Todos os Seres dos universos se encontrarão apenas no amor.

    A consciência não ocorre exponencialmente. O Ser precisa experimentar tudo, e ao seu tempo, no caminho que o levará ao equilíbrio. Não importa o local onde o seus “aqui e agora” estejam. Todos os seus “aqui e agora” têm o seu tempo de maturação, que não pode ser acelerado. Um Ser julgado por alguns como iluminado pode, “aqui e agora”, apenas parecer diferente aos olhos de um Ser julgado como tendo uma baixa vibração. Um Ser pode reler um livro após 10 anos e perceber quem mudou. Dê tempo aos Seres e todos alcançarão o amor. Para o Ser alcançar um extremo ele deverá percorrer o extremo oposto para concluir que os dois extremos não são dois, mas apenas perspectivas diferentes de uma única coisa. São válidos e existem dentro dele mesmo sob a forma de julgamento. Anular o julgamento é o caminho natural a ser percorrido pelos Seres, expandindo sua consciência e ficando aptos para unificar o amor.

    Jogar a luz na informação que está obscura dentro do Ser. Esse é o papel da luz. Fora do Ser, ela se torna ilusão.

    Tudo resulta apenas e tão somente no amor.

    Muito obrigado.

    Curtir

    • Olá João

      Excelente explanação, nós da Luz e Invencível agradecemos profundamente pela profundidade dos ensinamentos do comentário/texto.

      Muita paz, luz, amor e expansão de consciência
      Equipe da Luz é Invencível

      Curtir

  2. olá,
    eu acrescentaria que não nos devemos vergar ao divino, mas elevar o espirito á divindade que somos-
    a verdade que temos que provar com a vida, que para a prova nos foi dada, esta a génese eterna, capaz de cruzar planos e se manifestar em todas as esferas…
    de vez em quando pareço planeta, me dá mpara estas revoluções, mas hoje devo ser cometa, acho que me vou fundir com o Sol, desta vez não lhe escaparei, e sabe.se lá o que o óvulo Soç se irá transformar depois de minha génese se fundir com ele.
    sim, esta é a nossa revolução, a que ninguém poderá fazer por nós.

    elevar o espirito á divindade, e não como aquele senhor que entrou no Templo que se persignou perante todos os santos, se ajoelhou perante todas as divindade, quase tropeçando quando trocou os movimentos, e num momento vejo o templo poluido por este senhor, em seus rituais altamente tóxicos,
    mas ficou a lição, e também para que eu não contamine este espaço de rara pureza me retiro, que sou danado para a brincadeira, ou não fosse um Rocker, de metal, mesmo de clarim de Guerra, chamando a gente para a linha da frente, esse é nosso lugar por direito do amor.
    agora parecia um politico general, sim,
    me vou antes que vire um MÁRTIR, ,
    DE VEZ EM QUANDO GOSTO DE LHES FAZER UMA VISITA, mais quando estou nestas órbitas acentuadamente elipticas e tremendamente revolucionárias nos extremos da elipse,….
    fiquem bem mesmo quando estacionários! mas bem sei que mesmo estacionários se moveriam.,

    Curtir

    • Olá Manuluzo

      Seus comentários são bálsamos nesta revolução em que estamos todos envolvidos, faz-se mister sua presença semelhante a de um médico ou enfermeiro que vem confortar e curar as feridas espirituais nesta revolução de consciência, nós da Luz é invencível ficamos imensamente agradecidos pela sua presença e palavras semelhantes a cartas que são distribuídas aleatoriamente, mas incrivelmente precisas para cada um.

      Muita paz, luz, amor e expansão de consciência
      Equipe da Luz é Invencível

      Curtido por 1 pessoa

  3. Dario bom dia,

    Se dermos uma olhada nos acontecimentos do nosso mundo, vamos perceber fácilmente que vivemos em tempos revolucionários.A revolução dos nossos dias é, no entanto, completamente diferente de quaisquer outras revoluções na história da humanidade;Esta revolução não é só organizada, a fim de reorganizar o domínio de poderes e formas, de modo a substituir as formas antigas e ultrapassadas com as novas, dinâmicas e vívidas.Esta revolução é capaz de assumir a humanidade além das formas.A revolução do nosso tempo é a revolução da Consciência.A Consciência, ficou adormecida sob o engano da identificação com as formas durante milhares de anos e está lentamente despertando em nossos dias. Há um alarmante aumento cada vez mais poderoso, e o número de pessoas sensíveis à chamada para o despertar está ficando maior,mas muito ainda há para se fazer e para despertar,por isso o trabalho em todas as frentes se faz necessário com urgência.Os efeitos desse impulso, nos despertam do nosso sonho de identificação com as formas e é sentido por todos. Mas muitos de nós não somos conscientes do que realmente experimentamos; Sentimos que os sucessos realizáveis ​​no mundo são cada vez menos atraente para nós. Reconhecemos atrás de sucessos e fracassos que há algo mais profundo, algo mais especial em nossa vida.Vemos isso no dia a dia um número crescente de jovens que questionam a adequação das metas oferecidas pelo ensino social e religioso.A Sociedade dominante oferece uma “solução” para o “problema”, sob a forma de produtos das indústrias de entretenimento e medicamentos para alienar e aliviar os sintomas desse despertar.Há apenas uma porta de saída: e essa porta é o momento presente. Precisamos deslocar o centro de gravidade da nossa vida da periferia para o centro. O que significa isso?A borda é o presente estado de Consciência, em que a esmagadora maioria das pessoas ainda vive. Esse é o estado de se identificar com a mente, o da consciência adormecida e esse é o estado de perfeita identificação com pensamentos, emoções e desejos, onde buscamos as metas da nossa vida só no mundo das formas, seja através de materiais brutos (que experimentamos com os 5 sentidos) ou formas materiais mais sutis(pensamentos, emoções).Recomendo o livro” A Revolução da Consciência”,(Frank M.Wanderer), que atualmente está mudando a maneira de pensar, através da análise e descobertas de pesquisadores e pensadores sobre o assunto, o que pode mudar dramáticamente o curso da nossa história e da nossa civilização.

    *************************************************************************

    “A consciência de uma planta no meio do inverno não está voltada para o verão que passou, mas para a primavera que irá chegar. A planta não pensa nos dias que já foram, mas nos que virão. Se as plantas estão certas de que a primavera virá, por que nós – os humanos – não acreditamos que um dia seremos capazes de atingir tudo o que queríamos?”
    Khalil Gibran

    Curtido por 2 pessoas

    • Olá Monica

      Obrigado pelo comentário, a presença luminosa e a parceria amiga.

      Muita paz, luz, amor e expansão de consciência
      Dario

      Curtir

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s