As Etapas para uma Transformação Consciente-Parte 7


anterior posterior

O Cristo Universal
O Cristo Universal não é representado apenas pela figura histórica que chamamos de Jesus, já que muitos de nós o compreendem como a suprema expressão da totalidade — do Deus manifesto. O Cristo Universal não está confinado a nenhuma religião. Ao contrário, deve ser compreendido como o potencial máximo que existe em todos os seres. Mas ele só desabrocha naquele que possui completa autocompreensão. Os Grandes Mestres, aqueles seres que compreendem a si mesmos e que vivem como manifestações do Cristo Universal, apareceram em muitas tradições diferentes em toda a História. Eles demonstraram, na totalidade de seu ser e de seus ensinamentos o caminho para unir o humano ao divino. Este potencial está presente em todo ser. O Cristo Universal é o instrumento através do qual retomamos a conexão com a Fonte primeira. É a graça salvadora que nos liberta da ignorância e da escravidão na roda do renascimento. É a Luz do mundo, que transforma chumbo em ouro através da alquimia do amor puro. O mistério do Cristo Universal certamente vai além da compreensão humana. Mas, como essa energia cósmica desce até as questões humanas, o exemplo do Cristo é derramado dentro dos recipientes místicos de todas as culturas.

 

Formando a base dos costumes e a história de vários povos, utilizando os materiais culturais disponíveis, a História Única da jornada da alma em direção à união com a Fonte original foi contada através das eras. Todas as vezes e em todos os lugares em que a escuridão parece cegar as pessoas, sempre que o propósito da existência humana se perde no seu próprio atoleiro, um grande ser iluminado chega mais uma vez para trazer a verdade. Algumas lendas dizem que esses seres vêm do céu como um ato de graça. Outras entendem sua irradiação como o desabrochar do que há de melhor na nossa espécie. Mas, seja qual for o modo como chegam, eles vêm quando são necessários e nos instruem de acordo com o nosso nível de entendimento na época, deixando-nos um legado de ensinamentos que continua a impulsionar a nossa evolução. Tecida nos fatos reais da vida humana de um grande mestre, há uma história que transcende a vida de toda pessoa, pois ela faz parte do modelo do Cristo Universal. A universalidade dessa História Singular pode ser um desafio a enfrentar quando se foi educado para acreditar que as verdades da própria religião excluem todas as outras. Mas este é um dos dons de nossa época: o acesso à instrução formal e às comunicações globais que nos permitem pesquisar e compartilhar das muitas variações da história em todo o globo terrestre. Seria uma grande perda desprezar uma história porque descobrimos que ela tem contrapartes em diferentes culturas. A força e a verdade dessas muitas histórias do Cristo Universal residem em sua universalidade, não em sua exclusividade. Continuamos contando-as, geração após geração, de cultura para cultura, porque algo em nós ressoa profundamente com as suas verdades acerca de nossa natureza e do modo como podemos reconciliar o humano com o Divino.

Por meio delas, encontramos orientação ao confrontar nossas sombras e ao enfrentar as provas e tentações, os perigos e os sacrifícios, ao viver a consciência do Cristo. Não retornamos à totalidade através desta ou daquela religião; retornamos através do Cristo Universal. Os Mistérios ensinavam aos iniciados que nós, primeiramente, entramos no caminho, depois seguimos o caminho e, por fim, nos tornamos o caminho.Enquanto vivermos representando a história de Adão e Eva, continuaremos a morrer muitas e muitas vezes. Mas quando vivemos o Cristo dentro de nós, o Buda dentro de nós, quando recebemos a infusão do Espírito Santo, então, como dizia Krishna, somos salvos da “eterna roda da morte e do renascimento”. E, como disse Jesus, ganhamos “a vida eterna”. Esse é o caminho da iniciação.

A iniciação, hoje

Então, o que tem esse drama maior que a vida que ver com o pagamento das contas, a educação dos filhos, a ascensão na carreira e a sobrevivência no planeta Terra neste final do século XX? Tudo. Em primeiro lugar, a iniciação que leva da escuridão à luz é a razão por que estamos todos aqui. Não existe vida comum. A matéria-prima da iniciação espiritual existe tanto num pequeno apartamento e num emprego de período integral como no cenário dramático de um conto antigo. A batalha entre o herói e o dragão é travada todos os dias nos escritórios, nos hospitais, nas lavanderias. Cada momento, cada interação, cada relacionamento, cada sucesso ou fracasso nos oferece a oportunidade de aprender mais a respeito de quem somos e por que estamos aqui. A vida trata da iniciação. Assim como qualquer figura mítica, nós determinamos, através da vontade, a nossa corporeidade e estamos batalhando e abrindo caminho através de toda a densidade e do desafio desta dimensão para lembrar que você, que eu, que todos nós somos Seres de Luz — e nada menos. O processo de lembrança gradual nos conduz a portais sucessivos de visão interior. As pessoas e os acontecimentos da vida são o meio através do qual aprendemos. Eles são os nossos mestres que nos ensinam com tanta segurança como se sentássemos aos seus pés. À medida que vencemos as batalhas interiores — empreendidas na arena das questões humanas — nós nos movemos através de várias iniciações.

Cada momento de autodomínio sobre a crueldade, o egoísmo e a indiferença vai desfazendo um pouquinho mais da nossa ilusão de separatividade. Os sacrifícios de amor feitos pelos pais para educar um filho; a batalha pela integridade vencida nos negócios; a coragem de enfrentar adversidades sem amargura — esse é o estofo da iniciação. Ao viver autenticamente no aqui e agora, nossa Divindade inspira a nossa humanidade e as duas se tornam uma. Há grandes chances de que você não freqüente uma escola ocultista. Talvez não tenha aprendido os códigos esotéricos. Mas você encarnou numa época em que os mistérios esotéricos estão se difundindo. “Vejam o aguadeiro”, disse o Cristo encarnado. O aguadeiro é o símbolo do signo astrológico de Aquário, que significa o grande jorro das águas para todos. Aquário anuncia o início de uma época tal como nunca se viu antes no planeta Terra. O primeiro passo é preparar o caminho. Nosso João Batista interior diz: “Purifiquem suas atitudes. Preparem tudo para o Cristo Universal, que vai nascer em muitos corações em todo o mundo. Preparem-se, pois o planeta todo está para ser incluído numa nova freqüência.”

A estrada mais curta

Apenas para focalizar um pouco melhor o tema da iniciação, a educação formal que lhe foi transmitida desde a infância só era ensinada anteriormente nas escolas de ocultismo. A leitura, a escrita e até mesmo a educação física que enfatiza corpos mais fortes por meio de dietas mais puras e exercícios, sempre fizeram parte da preparação para manipular altas freqüências de energia e trazê-las para o corpo físico de um modo que o sistema nervoso seja capaz de suportar. Se, de uma parte, foram ensinados os códigos morais e a ética, de outra parte, o que faltava na nossa educação espiritual era o ensinamento direto das ciências que hoje estudam a ponte entre o espiritual e o físico: as leis universais e os princípios de luz e energia, o entendimento dos corpos sutis e o controle da respiração. A ciência espiritual está agora inteiramente disponível por intermédio de milhares de livros, de mestres, de organizações, de revistas e de fitas cassetes, de áudio e vídeo que oferecem informações e técnicas úteis. A comunicação com o mundo todo e os sistemas de transporte expandiram a nossa realidade para abarcar todo o conhecimento do mundo. Porém, uma palavra de advertência: devemos praticar a discriminação ao escolher o que vamos pegar do bufê espiritual disponível hoje. Para tudo o que é real também há uma simulação. No sentido em que estou empregando o termo iniciação, ela não ocorre necessariamente aos pés de outro ser humano.

Uma pessoa de muita luz pode muito bem ter a habilidade de catalisar a nossa energia quando estamos prontos para dar o salto. Essa pessoa pode servir como mestre, guia, preceptor ou modelo. Muitas vezes, não sabemos qual é a sensação de ficarmos livres de tensão até chegarmos a entender o vigor de alguém que já está livre de tensão. Uma criatura que vive o amor que ela é ,influencia todo o nosso campo energético. O amor que há em nós ressoa e se distende para corresponder ao amor. Seres muito superiores têm a capacidade de canalizar energias poderosas para dar apoio à nossa decisão de crescer — a expressão válida aqui é a “nossa escolha”. O ditado “Quando o discípulo está preparado, o mestre aparece” é, indubitavelmente, verdadeiro; a orientação chega exatamente quando dela precisamos. Mas há outro modo de entender esse ditado: o mestre pode não aparecer vestido com um manto brilhante. Às vezes, o papel do mestre divino é representado pelo nosso patrão, pelo vizinho do lado, pelo cônjuge. Quando estamos realmente preparados para aprender a ter paciência, todas as coisas que requerem paciência aparecem. Quando precisamos aprender a perdoar, lá estão elas, todas as pessoas e todas as coisas que apertam nossos botões como perfeitos mestres do perdão. Nossas “salas de aula” não são confortáveis, mas através delas descobrimos que temos uma coragem da qual nada sabíamos antes.

Um Conto Zen

Conta-se a história de um mestre que estava tentando explicar a um rei que não era nada bom impor as coisas às pessoas. A mudança duradoura só era possível quando se mudava de consciência. O rei resistiu, sempre acreditando que se podia forçar as pessoas a mudar. Então o mestre lhe pediu para colocar o açougueiro do palácio dentro de um grande buraco no chão. Ele não deveria levar nada consigo para dentro do buraco. Depois de vários dias, eles tiraram de lá o açougueiro e descobriram que ele tinha passado o tempo todo modelando animais com barro e destruindo-os em seguida. Não importava o que lhe era imposto de fora: sua deliberação era abater animais. Apenas sobreviver dentro de um buraco não muda a consciência de ninguém. Passando suficientemente por este mesmo tipo de “buracos”, a pessoa, afinal, pode aprender alguma coisa. Mas esse é o caminho lento e esfalfante da evolução. Porém, quando nos resignamos a viver no buraco, então podemos dizer: “Bem, por que isso está acontecendo? Eu não gosto disso, mas o que posso aprender a partir daí?” Então nós dominamos o buraco. Essa é a estrada mais curta oferecida pela iniciação.

A iniciação consciente é a estrada direta que leva ao lar. A pior das épocas, a melhor das épocas, você e eu escolhemos estar presentes durante esta época caótica no planeta Terra, embora, às vezes, possamos imaginar se não deveríamos ter pensado bem sobre o contrato antes de assiná-lo. Na verdade, é a melhor época possível. Como disse um representante da China nas Nações Unidas, alguns anos atrás: “As condições são excelentes; o mundo está numa confusão terrível.” A destruição é o primeiro passo para a mudança de consciência. O que é velho morre para que o novo possa nascer. Isso é verdadeiro, quer envolva pessoas, quer envolva sociedades ou a espécie humana inteira. Seria ótimo se deixássemos que a mudança acontecesse de modo ameno. Mas o nosso medo inconsciente da mudança sempre ocasiona as dores do parto. Porém, quanto mais relaxamos nas contrações, menos dor sentimos. Se nos entregarmos inteiramente ao processo, todo êxtase será possível. Assim como temos um propósito individual para estar aqui e um destino para o qual nos estamos dirigindo, assim acontece também com o nosso planeta. Um antigo nome grego para designar a Terra era Gaia, a Deusa Mãe. Gaia é uma entidade viva, pulsante, e cada um de nós é uma célula do seu corpo — como são todas as outras formas de vida. Muitas culturas, erroneamente denominadas “primitivas”, sabiam que a Terra era um ser vivo, sagrado, e viviam em respeitosa harmonia com ela. Ao esquecermos isso, chegamos perigosamente perto de nossa própria destruição. É interessante que nossos cientistas estejam funcionando como despertadores, fazendo-nos abrir os olhos para a ignorância, a negligência e a arrogância. As teorias mais avançadas em todas as ciências, da astrofísica à zoologia, dizem-nos agora que devemos encarar cada sistema na Terra em termos de sua interconexão com o todo. Somos os agentes através dos quais se processará a iniciação de Gaia. Alguns de nós têm a tarefa de destruir os antigos protótipos de realidade. Outros têm o trabalho de preservar o que aprendemos de melhor até agora. Outros são os construtores de pontes, ensinando-nos o modo de passar do velho para o novo. Também há os verdadeiros visionários, que vêem o novo mundo.

Muitas de nossas crianças estão nesse grupo, com o projeto de um novo mundo gravado em suas células. Muitas delas já sabem o que ainda estamos imaginando. Essas crianças formam uma turma voluntariosa e, sem dúvida, será um desafio educá-las. Mas elas têm de ter uma vontade poderosa a fim de levar a visão ao seu nascimento. Elas serão nossos mestres.

A luz em espiral

Os momentos decisivos de nossa iniciação, tanto do ponto de vista do indivíduo como da espécie, são, em geral, representados graficamente como uma espiral ascendente. Talvez a espiral seja um desenho que se origina em nossa estrutura celular, já que a Natureza gosta tanto dessa forma, utilizando-a em tudo, desde a configuração do nosso DNA até o formato de nossa galáxia. Ela é a interface de conexão onde aquilo que não tem forma toma forma. Quando contornamos uma das grandes espirais — o que parece que estamos fazendo exatamente agora — o universo move tudo o que está em seu caminho para fortalecer a mudança. À medida que nossa perspectiva muda, chegamos a compreender que todos os homens, mulheres e crianças contêm a Luz dentro de si. Gaia tem essa Luz. A vida em todas as suas manifestações carrega essa Luz. Temos de manter continuamente essa Luz e nossa visão de paz durante esta época crítica de purificação. Todas as injustiças e desequilíbrios do nosso planeta estão se alastrando atualmente. À medida que as divisões políticas, raciais e econômicas se tornam mais radicais, é necessária uma incrível autodisciplina para não entrarmos em desespero ou ficarmos presos à polarização.

******************************************************************************************************************

CONCLUSÃO E NOTA DO BLOG

É preciso ter coragem, amor e o compromisso de acender as velas e desistir de maldizer a escuridão. Do outro lado dessa divisão encontra-se a paz, e nessa paz colheremos aquilo que foi plantado pela sabedoria de cada religião. Podemos ser emissários dessa visão de paz se nos comprometermos, em primeiro lugar, a resolver nossas próprias guerras internas. Nos é dito sempre em Espírito, que nossa experiência iniciatória em vigor poderia ser sintetizada como “estar no mundo mas não pertencer ao mundo”. Se cada vez mais pessoas viverem a consciência do Cristo, elevaremos o nível de vibração de todo o planeta. Estamos a caminho de aprender a espiritualizar a matéria e a curar o velho cisma entre o físico e o espiritual. Quando esse processo se tornar consciente, ele gerará uma incrível mudança. E a mudança consciente é o mecanismo que põe em funcionamento a iniciação.

CONTINUA…

EQUIPE DA LUZ É INVENCÍVEL

*****************************************************************************************************************

Resultado de imagem para imagens sobre o filme star warsPosts relacionados; EVOLUÇÃO DA RAÇA HUMANAequilibrio-a-principal-ferramenta-da-ascencao-para-uma-consciencia-unificada/”chaves-para-o-autoconhecimento-e-a-cura-o-estudo-do-eu-superior-parte-1/”a-abertura-aos-sentidos-superiores-experiencias-no-caminho-da-ascencao/”academia-de-ascensao-energia-criadora/”o-que-realmente-significa-ascender-a-quinta-dimensao/”James Redfield e a metafísica do caminho espiritual-A Profecia Celestina-Nível Vibratório e AlimentaçãoAmit Goswami: O Universo Autoconsciente, Como a Consciência Cria o Mundo MaterialWayne Dyer: O Poder da Manifestação, Consciência e Espiritualidade, O Propósito de vida, Vivendo a Sabedoria do Tao

Bibliografia para consulta

1-O despertar de uma nova consciência
Eckhart Tolle
2-Momento de despertar
Shakti Gawain
3-Psicologia da Alma
Dr Joshua David Stone
4-Um Curso em Milagres
Foundation for de Inner Peace
5-Ascenção Cósmica-roteiro para os reinos desconhecidos da luz
Dr Joshua David Stone
6-Sua missão ascencional-O seu papel no Plano Maior
Dr Joshua David Stone
7-Ascenção Cósmica
James Tyberonn
8- O processo da Iluminação Espiritual
Judith Blackstone
9-Modern Physics and Vedanta
 Swami Jitatmananda
10-Vedanta Monthly
 Vedanta Center
11-Manuscritos -acervo pessoal
 
Nota; Alguns livros estão disponíveis em nossa Biblioteca Virtual

CONSULTE NOSSO CANAL DE VÍDEOS

Divulgação: A Luz é Invencível

A “Luz é Invencível” tem por norma não publicar links que não estejam ligados ao texto postado.Pedimos a compreensão de todos, e para qualquer dúvida, temos nossa caixa de sugestões onde todos podem livremente fazer suas colocações que serão arquivadas para consultas posteriores.
Nós agradecemos a compreensão de voces.
Equipe da “Luz é Invencível”
Anúncios

3 comentários em “As Etapas para uma Transformação Consciente-Parte 7

  1. Pingback: As Etapas para uma Transformação Consciente – 7ª Parte – 04.05.2016 | Senhora de Sírius

    • Olá Sr Ailton

      Nós da Equipe da Luz ficamos felizes em pode realizar este trabalho, ajudando na expansão de consciências.Continue conosco e seja bem vindo.

      Muitas vibrações positivas da Equipe da Luz é Invencível

      Curtir

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s