ESTUDANDO A MENTE HUMANA-Os mecanismos do Universo-Modelo e forma-O predomínio da Mente-Parte 3

urantia
anterior

A MENTE SOB O PONTO DE VISTA DO LIVRO DE URÂNTIA

O Livro de Urântia, que teve sua primeira edição publicada pela Fundação Urântia em 1955, afirma ter sido apresentado por seres celestiais como uma revelação para o nosso planeta, Urântia.O Livro de Urântia oferece uma integração clara e concisa da ciência, filosofia e religião. Aqueles que o lêem e o estudam acreditam que O Livro de Urântia tem a capacidade de dar uma significativa contribuição aos pensamentos religiosos e filosóficos dos povos de todo o mundo.O Livro de Urantia não é uma “religião” por si. Ele se edifica nas tradições religiosas do passado e do presente, fomentando uma fé religiosa viva e pessoal.Leitores ao redor do mundo dizem que a leitura do Livro de Urântia os afetou profundamente e em muitos casos mudou suas vidas. Ele os inspirou a alcançar novos níveis de crescimento espiritual e intensificou seu senso sobre o valor da vida humana; encorajamos a lê-lo também para descobrir por si mesmo sua mensagem.

Continuar lendo

0s fenômenos misteriosos do cérebro que ainda estamos começando a entender-A Lavagem Cerebral

Resultado de imagem para imagens sobre o cérebroTodo mundo sabe o que é deja vu, mas esse não é o único fenômeno misterioso relacionado ao cérebro que vivenciamos todos os dias. Nosso cérebro é um órgão incrível, mas muito difícil de estudar, e só com os avanços científicos relativamente recentes temos sido capazes de examinar fenômenos mentais comuns, mas extremamente bizarros, como ….

A Lavagem cerebral

Grifos em Negrito;Mônica F De Jardin

10
Lavagem cerebral é a prática de mudar completamente a forma como uma pessoa pensa ou no que ela acredita, utilizando técnicas hostis. Muitas vezes usada em prisioneiros de guerra, vítimas de sequestro, e outros em situação parecida, a lavagem cerebral praticamente depende das pessoas estarem em uma posição de subserviência. Envolve a destruição de tudo o que a vítima acredita sobre si mesma. É uma estranha combinação de abuso físico e mental, juntamente com a promessa de salvação, que cria as condições ideais para essa manipulação. Uma vez que a pessoa acredita que está absolutamente errada em todos os sentidos, a ficha fica “limpa” para que ela seja reconstruída. Também existem outros tipos de lavagem cerebral que são menos óbvios, e acontecem todos os dias, como as propagandas, que são projetadas para serem manipuladoras e mudar sua maneira de pensar. Até mesmo os amigos que tentam manipulá-lo a fazer algo praticam uma forma leve de lavagem cerebral. Continuar lendo

CHAVES PARA O AUTOCONHECIMENTO E A CURA-Vidas Passadas ou Hologramas?


anterior posterior

O FALSO ENTENDIMENTO SOBRE AS VIDAS PASSADAS-Por Rodrigo Romo

Aqui temos um aspecto diretamente influenciável pelas nossas crenças na questão de memória celular e padrões mentais, que se aplica no falso entendimento de vidas passadas. Pela experiência que tenho em terapias, pude constatar que muitas pessoas possuem, holográficamente inseridos, parâmetros de encarnações que não são dela, mas que criam uma condição cármica na sua estrutura psíquica e emocional.Quando a pessoa acredita em determinada encarnação, ela assume o carma completo desse contexto encarnacional, seja ele bom ou ruim. Muitas pessoas que buscaram, através de oráculos ou regressões a vidas passadas e acessaram esses hologramas ou até mesmo a realidade, acabaram ancorando definitivamente em suas vidas presentes os registros cármicos e dármicos dessas encarnações. Continuar lendo

A VIDA HOLÍSTICA-A cada dia devo perceber mais como as leis espirituais se processam-

UMA VISÃO HOLÍSTICA DO SENTIDO DA VIDA

O ser humano deve cada vez mais tornar seu conhecimento sobre a Vida holístico, isto é, procurar ampliar sua visão sobre o mundo, acumulando o saber já alcançado. A cada dia deve perceber cada vez mais como as leis espirituais se processam, com o intuito de viver bem em sociedade. O grande objetivo da evolução é ascender espiritualmente e isso se dá pelas aquisições dos paradigmas das leis de Deus e da capacidade de distinguir emoções em si mesmo, quando estas ocorrem. Esse conhecimento implica em saber e em vivenciar, em conhecer e praticar as leis de Deus, através do amor à Vida. Conhece-se as leis pela convivência e participação social. Conhecer não é saber, tanto quanto gostar de alguém não é saber amar. É preciso aprender a usar as leis do Plenum Cósmico/ Deus, como também a distinguir sentimentos. Continuar lendo

OS AUXILIADORES ESPIRITUAIS DA NOVA ERA-O Sétimo Sol Central – Judith Kusel


anterior posterior

“Eu saúdo a alma em você e o recebo em meu mundo”~Judith Kusel

Judith Küsel nasceu em Paulpietersburg, uma pequena aldeia nas partes do noroeste de KwaZulu-Natal, África do Sul. Esta sempre foi uma área muito disputada e seus antepassados tinham sido envolvidos na de história de lá. Como uma parte da colônia britânica de Natal, e com referências do Ce,l. Sir Evelyn Wood em seu diário de ter esplêndidos jantares em sua grande e ancestral  casa do pai em Lüneburg; as subsequentes Anglo-Zulu e Anglo-Boer guerras fizeram estragos na área. Ambas as guerras refletiram as lutas de poder inato e intensas entre as diferentes partes interessadas e as divisões raciais do seu país naquela época.Os primeiros anos da infância feliz e despreocupada, o tempo foi principalmente passado ao ar livre na grande propriedade  de seus pais. Aqui ela poderia explorar ao desejo do seu coração e todas as alegrias da vida em uma aldeia rural. A família dela nasceu exploradores e adorava ir no fim de semana e outras viagens, explorar o interior de Natal e Zululand. Seu pai gostava de conversar com os Zulus e swazis, e adorava compartilhar essas histórias com seus filhos. Seus antepassados foram envolvidos com a Missão Hermannsburg entre os Zulus, e um de seus antepassados teve amizade com o Rei Panda Zulu e o Rei Swazi e casas foram construídas para ambos – assim sendo poupado a queima de sua própria casa durante a guerra Anglo-Zulu.Começando no Natal Provincial Library Services,ela  num primeiro momento trabalhou em uma biblioteca técnica para arquitetos, engenheiros e topógrafos , em seguida, a busca de mais aventura levou-a a trabalhar na Biblioteca de Viagens, pela primeira vez, no Natal Midlands e Pietermaritzburg, em seguida, em Natal do Norte. Ela experimentou a vastidão, a beleza, a cultura e o mistério do interior de Zululand e Natal .

A vontade de trabalhar com livros e se aprofundar cada vez mais na mina de ouro proverbial das informações neles contidas, sua busca por conhecimento e o próprio mistério chamado vida, não conhecia limites. Seu despertar interior tinha começado a sério, mas ainda dentro da mina de ouro de livros.Sendo tão apaixonada por seu trabalho, ela logo subiu nas fileiras e foi oferecida á ela um cargo de bibliotecária nas Bibliotecas Públicas, primeiro em Glencoe e, em seguida, Dundee.Seu amor por trabalho comunitário encontrou em suas iniciativas e numerosos esforços de angariação de fundos, que eram tão inovadores e diferentes, que atraiu a atenção da mídia: Artes e Ofícios Festivais, Mardi Gras, e depois com a comemoração da Guerra Anglo-Boer, um carnaval histórico em o Museu Talana, nos arredores de Dundee. Ela foi entrevistada nesta ocasião pela estação de rádio SABC e apareceu na TV International.A cobertura do evento em Natal e cadeia nacional saudou como muito bem sucedida, atraindo visitantes de Canadá, Austrália, Nova Zelândia, EUA e Grâ Bretanha, com mais de mil pessoas que participaram das festividades.
Mais tarde, ela apareceu em um documentário da BBC na véspera da comemoração da Batalha de Talana;Um artigo sobre isso foi publicado na “Revista Odyssey Ezine”.Sua dedicação para a excelência do serviço e sua preparação  extra, provocaram um grande aumento nos números de circulação de ambas as bibliotecas públicas . Ela foi convidada para abordar as conferências da biblioteca em Pietermaritzburg duas vezes na captação de recursos para Bibliotecas e organização de programas infantis, por exemplo, horas de contadora de histórias e visitou a província para ensinar outros bibliotecários como implementar isso. Ela foi reconhecida em numerosas ocasiões como sendo um das melhores bibliotecárias em Natal naquela época.Ela era frequentemente convidada a dar palestras inspiradoras para as mulheres e jovens adultos na comunidade e estava envolvida também com fóruns das mulheres.Em 2004, sua vida desmoronou . Durante esse tempo, a sua ação participativa significou para alguns “um problema”,e de repente viu-se um peão no jogo de xadrez  jogados por alguns partidos políticos em Natal. Depois de ganhar um caso judicial subsequente ela não foi restabelecida no cargo, mas teve de lidar com ameaças de morte etc. por causa da cobertura dos jornais e indignação pública com o que aconteceu. Continuar lendo

As Etapas para uma Transformação Consciente-Parte 9


anterior posterior

REENCARNAÇÃO

“Da última vez eu também não acreditava em reencarnação” A reencarnação existe até você saber que não precisa dela”. Reshad Field

Antes de mais nada, como é que você acha que chegou aqui? Mergulhe de cabeça nessa questão sem a rede de segurança das explicações e preconceitos de outra pessoa. Pode ser assustador, mas é necessário, se você quer perscrutar as suas profundezas, pois aquilo que você acredita a respeito de suas origens estabelece os parâmetros primários da sua realidade. Todas as mudanças que você vivencia serão definidas por esses parâmetros. A necessidade de saber como chegamos aqui parece estar construída na psique. Como é que eu chego até um determinado ventre, com uma combinação genética específica, herdando padrões familiares, psíquicos, fisiológicos e sociológicos que têm um alcance tão longo que acabam desaparecendo na história de cada um de nós? Será que o universo é tão desorganizado que um óvulo e um espermatozóide podem se encontrar, fundir-se e nos enviar numa catapulta para passar noventa anos no planeta Terra sem que possamos emitir uma opinião a respeito? Se é assim, que espécie de Deus decidiria que devemos chegar bem em tempo de um ataque naval com bombas napalm, ou de uma esclerose múltipla, ou de uma violência sexual? Ou mesmo, em tempo de algo que diz respeito à saúde, à riqueza e à felicidade? Será que nós realmente construímos a nossa realidade? Será que existe a graça divina, e, se é assim, o que isso tem que ver com o destino ou as escolhas? São questões difíceis. Mas as próprias questões, e até mesmo o fato de questionarmos, implicam que, de algum modo, nós sabemos que já existimos antes. Antes do quê? Antes de chegarmos aqui? Como foi que eu cheguei aqui? Para onde irei quando partir? Em primeiro lugar, quem é esse “eu” que faz as perguntas? Um dos temas dominantes do pensamento humano é o de que voltamos à vida várias e várias vezes até aprendermos a dominar todas as lições que este planeta tem para nos ensinar.

A reencarnação como o meio através do qual evoluímos espiritualmente tem sido aceita ao longo dos séculos por santos, sábios e pessoas comuns. No Ocidente, encaramos isso como uma doutrina tipicamente oriental, mas de fato essa sabedoria foi expressa em muitas culturas no mundo todo, dos essênios e gregos antigos aos índios americanos. Muitos cristãos, dos antigos gnósticos aos atuais crentes, acham o conceito de reencarnação não apenas em harmonia com os ensinamentos de Cristo mas amparados por eles.

Como a reencarnação atua

Com as devidas variações das embalagens culturais, a idéia é basicamente a seguinte: já tivemos uma existência em perfeito repouso e equilíbrio na Unidade. Então fomos expelidos do coração de Deus, carregando conosco a imagem e a centelha interior do nosso criador, com o dom de usar a nossa vontade para escolher e criar como desejarmos. À medida que usamos essa vontade divina, nós nos tornamos cada vez mais fascinados pelo mundo físico, penetrando cada vez mais fundo na sua densidade. À medida que fomos nos identificando cada vez mais com as nossas criações materiais — com as nossas ilusões — começamos a esquecer quem realmente éramos, tornando-nos seres separados de Deus e dos outros seres. Nossa separação é a nossa dor, e a cura é nada menos que a reunião. Os ensinamentos espiritualistas tradicionais dizem que o modo como essa reunião se realiza é através de vidas sucessivas, nas quais gradualmente nos cansamos das conseqüências de usar o nosso direito inato ao livre-arbítrio para criar dramas passageiros que perpetuam mais sofrimento e separação. Nesse ponto, começamos a fazer uso da nossa vontade para buscar a religação consciente com a Vontade Una. Isso acontece quando descobrimos que realmente nunca estivemos separados; apenas pensávamos que estávamos. Nunca houve uma época em que o amor e a graça de Deus não estivessem conosco. Muito daquilo que consideramos como mal é simplesmente ignorância e negação da Luz. A reencarnação é o meio através do qual nossa vontade individual se torna consciente de sua verdadeira unidade com a vontade de Deus. As conseqüências de nossas escolhas, ações, pensamentos e desejos durante uma vida são vivenciadas em outras vidas. Esse é o processo de causa e efeito denominado carma. O carma não é um sistema de moralidade de recompensa e castigo. É um princípio da natureza. Tudo aquilo que dizemos, fazemos, pensamos ou sentimos — de positivo ou de negativo — produz uma reação que retornará a nós, mas não necessariamente na mesma vida. Quando as condições são realmente corretas, recebemos de volta aquilo que enviamos. Aquilo que maldizemos fica ligado a nós; aquilo que abençoamos, nós libertamos. Continuar lendo

OS AUXILIADORES ESPIRITUAIS DA NOVA ERA-Ronna Herman e as canalizações do Arcanjo Miguel


anterior posterior

Ronna é conhecida internacionalmente como um mensageiro para o Arcanjo Miguel. Suas mensagens de esperança e inspiração  tem sido destaque em centenas de encontros New Age, publicações de inspiração e espirituais ao redor do mundo, e eles foram traduzidos para a maioria dos principais idiomas.Sua extensa experiência corporativa  ajudou a prepará-la para a sua segunda carreira como uma professora inspirada, palestrante e autora. Ela ensina uma abordagem de senso comum aos princípios básicos da espiritualidade: respeitar a si mesmo e aos outros; tratar os outros como você gostaria de ser tratado; visualização prática, pensamento focado, energizada emoção e ação correta para criar alegria, paz e uma vida abundante. Milhares de pessoas testemunham que seus livros e seminários mudaram suas vidas para melhor.  Continuar lendo

As Etapas para uma Transformação Consciente-Parte 7


anterior posterior

O Cristo Universal
O Cristo Universal não é representado apenas pela figura histórica que chamamos de Jesus, já que muitos de nós o compreendem como a suprema expressão da totalidade — do Deus manifesto. O Cristo Universal não está confinado a nenhuma religião. Ao contrário, deve ser compreendido como o potencial máximo que existe em todos os seres. Mas ele só desabrocha naquele que possui completa autocompreensão. Os Grandes Mestres, aqueles seres que compreendem a si mesmos e que vivem como manifestações do Cristo Universal, apareceram em muitas tradições diferentes em toda a História. Eles demonstraram, na totalidade de seu ser e de seus ensinamentos o caminho para unir o humano ao divino. Este potencial está presente em todo ser. O Cristo Universal é o instrumento através do qual retomamos a conexão com a Fonte primeira. É a graça salvadora que nos liberta da ignorância e da escravidão na roda do renascimento. É a Luz do mundo, que transforma chumbo em ouro através da alquimia do amor puro. O mistério do Cristo Universal certamente vai além da compreensão humana. Mas, como essa energia cósmica desce até as questões humanas, o exemplo do Cristo é derramado dentro dos recipientes místicos de todas as culturas.

 

Formando a base dos costumes e a história de vários povos, utilizando os materiais culturais disponíveis, a História Única da jornada da alma em direção à união com a Fonte original foi contada através das eras. Todas as vezes e em todos os lugares em que a escuridão parece cegar as pessoas, sempre que o propósito da existência humana se perde no seu próprio atoleiro, um grande ser iluminado chega mais uma vez para trazer a verdade. Algumas lendas dizem que esses seres vêm do céu como um ato de graça. Outras entendem sua irradiação como o desabrochar do que há de melhor na nossa espécie. Mas, seja qual for o modo como chegam, eles vêm quando são necessários e nos instruem de acordo com o nosso nível de entendimento na época, deixando-nos um legado de ensinamentos que continua a impulsionar a nossa evolução. Tecida nos fatos reais da vida humana de um grande mestre, há uma história que transcende a vida de toda pessoa, pois ela faz parte do modelo do Cristo Universal. A universalidade dessa História Singular pode ser um desafio a enfrentar quando se foi educado para acreditar que as verdades da própria religião excluem todas as outras. Mas este é um dos dons de nossa época: o acesso à instrução formal e às comunicações globais que nos permitem pesquisar e compartilhar das muitas variações da história em todo o globo terrestre. Seria uma grande perda desprezar uma história porque descobrimos que ela tem contrapartes em diferentes culturas. A força e a verdade dessas muitas histórias do Cristo Universal residem em sua universalidade, não em sua exclusividade. Continuamos contando-as, geração após geração, de cultura para cultura, porque algo em nós ressoa profundamente com as suas verdades acerca de nossa natureza e do modo como podemos reconciliar o humano com o Divino. Continuar lendo

OS AUXILIADORES ESPIRITUAIS DA NOVA ERA-Lee Carroll e as mensagens de Kryon


anterior
posterior

LEE CARROLL E SEUS CONTATOS COM KRYON

Após graduar-se com um grau de empresas e economia pela Universidade ocidental Califórnia, na Califórnia, Lee Carroll começou um negócio de áudio técnica em San Diego, que floresceu por 30 anos.Como um premiado engenheiro de áudio, onde é que canalizar e crianças índigo se encaixa em tudo isso? Como Lee diz que, Espírito teve de bater nele “entre os olhos” para provar a sua experiência espiritual era real. O ano de 1989 foi o ponto de viragem, quando finalmente se reuniram, depois de alguns anos antes um vidente disse a ele sobre seu caminho espiritual e, em seguida, três anos mais tarde outro vidente disse-lhe a mesma coisa! Ambos falaram de Kryon … Um nome que quase ninguém tinha ouvido falar.Timidamente, seus primeiros escritos foram apresentados para a comunidade metafísica em Del Mar, Califórnia, eo resto é história – com um total de dezesseis livros metafísicos sendo lançados em um período de doze anos. Existem hoje cerca de um milhão de Kryon e Indigo livros publicados em vinte e quatro idiomas em todo o mundo – As edições estrangeiras em espanhol, francês, alemão, chinês, hebraico, dinamarquês, italiano, grego, coreano, húngaro, búlgaro, russo, lituano, letão, japonês, holandês, finlandês, esloveno, estónio, indonésio, Português, Romeno e turco.Lee e o time de Kryon continuam a visitar outros países até seis vezes por ano com grandes audiências .Lee e sua parceira espiritual, Jan Tober, começaram os “grupos de luz Kryon” em Del Mar em 1991 e moveu-se rapidamente a partir de uma configuração de sala de estar para uma igreja Del março A organização Kryon agora abriga reuniões em todo o mundo com o público de até 3.000 pessoas . Nos primórdios da Internet, Kryon tinha o maior pasta consistente New Age na história da America Online. Agora, você está olhando para o site de Kryon com uma infinidade de páginas interessantes e um registro de mais de 20.000 visitas por dia para a primeira página sozinha.Em 1995 , Lee foi convidado a apresentar Kryon na Organização das Nações Unidas (ONU) em Nova York antes de um grupo conhecido como a Sociedade para Iluminação e Transformação (sede). O encontro foi tão bem aceito que eles foram convidados a voltar mais seis vezes, em 1996 , 1998 , em seguida, em 2005 , 2006 , 2007 e 2009 . Essas reuniões são realizadas no andar superior nas áreas de trabalho do edifício da ONU, não muito longe da Assembléia Geral. Sómente delegados da ONU e convidados da sociedade podem participar. Continuar lendo

CHAVES PARA O AUTOCONHECIMENTO E A CURA-Descubra seus Potenciais


anterior posterior

Autodescobrir-se é conhecer seus próprios potenciais internos, perceber a capacidade de realização pessoal e enfrentar os processos de que a Vida exige envolvimento e solução. Quando nos conscientizamos que somos feitos da matéria prima de Deus, o espírito imortal, adquirimos a consciência de nosso poder interno. A consciência da indestrutibilidade do espírito, isto é, de si mesmo, é fator fundamental para a descoberta e desenvolvimento dos potenciais interiores. Nossos potenciais são capacidades internas não utilizadas face ao desvio de energia psíquica para os desejos egóicos. Tais desejos, calcados no egoísmo atávico, resultante do nível de evolução da maioria dos habitantes do planeta, impedem que enxerguemos as habilidades já conquistadas em vidas passadas, bem como aquelas que podemos desenvolver na atual. O desenvolvimento dessas habilidades pode ser impulsionado pelos pais, principalmente por aqueles que demonstraram capacidade de realização frente ao mundo, nas várias dimensões da Vida. Quando não são os pais que impulsionam, são os exemplos de familiares mais destacados no grupo, de professores, de mestres, de figuras religiosas, de heróis, bem como daqueles que constróem uma boa relação produtiva com a sociedade. Para desenvolver e fazer desabrochar os potenciais do espírito, devemos acreditar em nossa criatividade e impulsioná-la para além dos limites impostos pela consciência racional, buscando penetrar nos meandros da mente, à maneira dos artistas, poetas e místicos da humanidade. Não há limites quando, através da oração sincera a Deus, e integrados nos Seus propósitos, usamos a  inspiração, a intuição e a criatividade. Além da oração pode-se descobrir o próprio mundo interior através de meditações e de processos analíticos terapêuticos. A Vida deve se tornar disponível para o Self, visto que nele se encontra a matriz diretora gerada pelo espírito. Continuar lendo