Vitamina D (Sol) é Mais Eficaz do Que Vacina Contra Gripe, Confirmam Estudos

As autoridades da saúde convencionais afirmam que receber uma vacina contra a gripe a cada ano é a melhor maneira de evitar a gripe. Mas onde está a ciência real apoiando esta afirmação ?

Se você repetidamente foi enganado por campanhas de propaganda anual, vai se surpreender ao descobrir que a literatura médica afirma que a vitamina D é uma estratégia realmente mais eficaz, e a evidência para isto remonta há pelo menos uma década.

Dr. John Cannell, fundador do Conselho da Vitamina D, foi um dos primeiros a introduzir a ideia de que a deficiência de vitamina D pode realmente ser a causa da gripe.

Sua pesquisa foi inicialmente publicada na revista Epidemiologia e Infecção em 2006. Foi posteriormente acompanhada por outro estudo publicado no Jornal de Virologia em 2008.

No ano seguinte, um estudo nacionalmente representativo, o maior do seu tipo até à data atual, descobriu que as pessoas com os níveis mais baixos de vitamina D realmente relataram ter significativamente mais resfriados ou casos de gripe.

Na conclusão, o autor principal Dr. Adit Ginde declarou:

“As conclusões do nosso estudo confirmam um papel importante para a vitamina D na prevenção de infecções respiratórias comuns, como resfriados e gripe. As pessoas com doenças pulmonares comuns, como asma ou enfisema, podem ficar particularmente suscetíveis a infecções respiratórias por deficiência de vitamina D”.

Vitamina D Funciona Melhor do Que Vacina Contra a Gripe

Desde então, vários estudos chegaram a conclusões semelhantes. Mais recentemente, uma revisão científica,outra aqui onde 25 ensaios controlados randomizados confirmaram que a vitamina D aumenta a imunidade e reduz as taxas de resfriado e gripe.

No geral, os estudos incluíram quase 11.000 indivíduos em mais de doze países. Conforme relatado por Time Magazine:

“…As pessoas que tomavam diariamente ou semanalmente suplementos de vitamina D eram menos propensas a relatar infecções respiratórias agudas, como gripe ou resfriado comum, do que aquelas que não tomavam”

“Para as pessoas com deficiências de vitamina D mais significativas (níveis sanguíneos abaixo de 10 [ng/mL]), tomar um suplemento reduz o risco de infecção respiratória pela metade.

“As pessoas com níveis mais elevados de vitamina D também tiveram uma pequena redução no risco: cerca de 10 por cento, o que é aproximadamente igual ao efeito protetor da vacina contra a gripe injetável”, dizem os pesquisadores.

Como Cannell, os pesquisadores acreditam que a vitamina D oferece proteção ao aumentar os peptídeos antimicrobianos nos pulmões e que “esta pode ser uma das razões pelas quais os resfriados e gripes são mais comuns no inverno, quando a exposição do corpo à luz solar (para a produção natural de vitamina D) está no seu nível mais baixo… ”

De acordo com esta equipe de pesquisa internacional, a suplementação de vitamina D pode prevenir sozinha mais de 3,25 milhões de casos de resfriado e gripe todos os anos no Reino Unido. Outra estatística mostrando vitamina D é uma estratégia mais eficaz do que vacina contra gripe é o “número necessário para tratar” (NNT).

Em geral, uma pessoa seria poupada do influenza para cada 33 pessoas que tomassem um suplemento de vitamina D (NNT = 33), enquanto 40 pessoas teriam que receber a vacina contra a gripe para prevenir um caso de gripe (NNT = 40).

Entre as pessoas com deficiência grave de vitamina D no início do estudo, o NNT foi de 4. Em outras palavras, se você é deficiente em vitamina D para começar, a suplementação de vitamina D é 10 vezes mais eficaz do que a vacina contra a gripe.

Otimizar a Vitamina D é Sua Melhor Defesa Contra a Gripe

Na minha opinião, a otimização dos níveis de vitamina D é uma das melhores estratégias na prevenção da gripe e para manter sua saúde ótima.

Sua dieta também desempenha um papel significativo, é claro, pois estabelece as bases para uma boa função imunológica.

Uma dieta rica em açúcar é uma maneira garantida de diminuir a capacidade natural do seu corpo combater infecções de todos os tipos, afetando radicalmente o funcionamento do seu sistema imunológico.

Eu não concordo que utilizar alimentos processados com vitamina D seja a melhor solução, embora eu percebo que poderia potencialmente ter um impacto mais generalizado entre as pessoas que desconhecem os efeitos benéficos para a saúde da luz solar.

A exposição sensível ao Sol é a maneira ideal para otimizar sua vitamina D. Tomar um suplemento de vitamina D3 só é recomendada nos casos em que você simplesmente não pode obter a quantidade suficiente de exposição ao Sol.

Também é importante ressaltar que, ao contrário do que é relatado pela maioria dos principais meios de comunicação, incluindo o relatório NPR acima, a maioria das pessoas não consegue otimizar seus níveis de vitamina D nas recomendadas 600 IUs de vitamina D através de suplementos.

A dose que você precisa realmente depende do seu nível sanguíneo atual de vitamina D.

Se for muito baixo, você pode precisar de 8.000 a 10.000 UI de vitamina D3 por dia, a fim de alcançar e manter um nível clinicamente relevante de 45 a 60 nanogramas por mililitro (ng / mL). A única maneira de saber quanto você precisa é fazer o teste pelo menos uma ou duas vezes por ano.

Se você tomar suplemento por algum tempo e seus níveis ainda estão abaixo de 45 ng/ml, você sabe que tem de aumentar sua dose.

Se estiver usando um suplemento oral, também certifique-se de aumentar a sua ingestão de vitamina K2 e magnésio, pois estes nutrientes ajudam a otimizar os níveis de vitamina D.

Outros estudos que confirmam a ligação entre a deficiência da vitamina D e a gripe

Em um estudo publicado em 2010 pesquisadores investigaram o efeito da vitamina D sobre a incidência sazonal da influenza A em estudantes.

O estudo randomizado, duplo cego, controlado por placebo incluiu 430 crianças, metade das quais receberam 1.200 UI de vitamina D3 por dia, enquanto a outra metade recebeu um placebo.

No geral, as crianças no grupo tratado com D3 contraíram 42 por cento menos a gripe.

De acordo com os autores:

“Este estudo sugere que a suplementação de vitamina D3 durante o inverno pode reduzir a incidência do influenza A, especialmente em subgrupos específicos de estudantes”.

Outro estudo publicado no mesmo ano concluiu que as células T que combatem infecções necessitam de ajuda da vitamina D para se ativarem. Este é mais um mecanismo que ajuda a explicar por que a vitamina D é tão eficaz contra infecções.

Quando uma célula T reconhece invasores como bactérias ou vírus, envia sinais de ativação para o gene receptor de vitamina D (VDR).

O gene VDR então começa a produzir uma proteína que se liga à vitamina D na célula T. Um efeito subsequente disto é a produção da proteína PLC-gamma 1, que permite que a célula T combata a infecção.

Na época, o pesquisador principal Carsten Geisler, disse à Food Consumer:

“Quando uma célula T é exposta a um patógeno estranho, ela estende um dispositivo de sinalização ou “antena” conhecido como um receptor de vitamina D, com o qual ela procura a vitamina D”.

“Isso significa que a célula T deve ter vitamina D ou a ativação da célula vai parar. Se as células T não conseguem encontrar vitamina D suficiente no sangue, elas nem sequer começar a se mobilizar”.

Com essa compreensão, não é de admirar que vacinas contra a gripe não funcionam. Vacinas contra a gripe não fazem absolutamente nada para resolver o problema da deficiência de vitamina D, que está efetivamente impedindo o sistema imunológico de funcionar corretamente.

De fato, as vacinas contra a gripe tendem a deteriorar sua função imunológica, e seus efeitos colaterais podem ser significativos.

Estudos “Padrão Ouro” Ignorados Pela Mídia Convencional

O padrão ouro da análise científica, a chamada Cochrane Database Review, também emitiu vários relatórios entre 2006 e 2012, todos os quais desqualificam a alegação de que as vacinas contra a gripe são um método de prevenção eficaz.

Em 2010, Cochrane publicou a seguinte conclusão bombástica, que é claro foi completamente ignorada pelos meios de comunicação convencionais:

“As vacinas contra a gripe têm um efeito reduzido na redução dos sintomas da gripe e nos dias de trabalho perdido. Não existem provas de que atue sobre complicações, tais como pneumonia ou contágio. AVISO: Esta revisão aconteceu em 15 dos 36 ensaios financiados pela indústria (quatro não tinham declaração de financiamento)”.

Assim, apesar do fato de que 15 dos 36 estudos incluídos foram tendenciosos por interesses da indústria, eles não poderiam servir como evidências pra suportar a alegação convencional de que as vacinas contra a gripe são a prevenção melhor e mais eficaz contra a gripe !

Revisões Científicas Mostram Que a Vacinação de Crianças e Idosos é Ineficaz

A Cochrane publicou vários relatórios sobre a eficácia das vacinas contra a gripe em lactentes e idosos, dois grupos que tendem a ser os mais direcionados para a vacina contra a gripe e todos tiveram resultados negativos.

Para crianças:

  1. Uma revisão sistemática em larga escala de 51 estudos publicados na Base de Dados Cochrane de Revisões Sistemáticas em 2006 não encontrou evidências de que a vacina contra a gripe seja mais eficaz do que um placebo em crianças com menos de dois anos. Os estudos envolveram 260.000 crianças, com idade entre 6 e 23 meses.
  2. Em 2008, outra revisão Cochrane concluiu novamente que “poucas evidências estão disponíveis” de que a vacina contra a gripe é eficaz para crianças menores de dois anos. Ainda mais preocupante, os autores afirmam que:
  3. “Foi surpreendente encontrar apenas um estudo de vacina inativada em crianças menores de dois anos, tendo em conta as recomendações atuais para vacinar crianças saudáveis a partir dos seis meses de idade nos EUA e no Canadá.

    “Se a imunização em crianças deve ser recomendada como uma política de saúde pública, estudos em grande escala para avaliar os resultados importantes e comparar diretamente os tipos de vacinas são urgentemente necessários”.

  4. Em uma revisão de 2012, Cochrane concluiu que “em crianças com idade de dois anos, vacinas de pulverização nasal feitas a partir de vírus influenza enfraquecido foram melhores na prevenção de doenças causadas pelo vírus influenza do que as vacinas injetadas feitas a partir do vírus morto”.
  5. “Nenhum dos dois tipos foi particularmente bom em prevenir “doenças semelhantes à gripe” causadas por outros tipos de vírus. Em crianças com menos de dois anos, a eficácia da vacina inativada foi semelhante ao placebo”.

    A evidência disponível com relação à proteção dos idosos é igualmente assustador.

  6. Em 2010, a Cochrane concluiu que: “As evidências disponíveis são de baixa qualidade e não fornecem orientação quanto à segurança, eficiência ou eficácia das vacinas contra influenza para pessoas com 65 anos ou mais”.
  7. A Cochrane também analisou se a vacinação dos profissionais de saúde pode ajudar a proteger os pacientes idosos com os quais trabalham. Em conclusão, os autores declararam que:
  8. “[T] Não existe nenhuma evidência de que vacinar trabalhadores de saúde impede a gripe em residentes idosos em instalações de cuidados prolongados”.

Vacina Anual Contra a Gripe Pode Aumentar o Risco de Infecções Mais Graves

Estudos recentes demonstraram que a cada vacinação anual contra a gripe, a proteção oferecida pela vacina diminui.

Pesquisas publicadas em 2014 concluíram que a proteção induzida pela vacina contra a gripe foi maior entre os que não receberam vacina contra a gripe nos últimos cinco anos.

A vacina contra a gripe também pode aumentar o risco de contrair outras infecções mais graves do que a gripe.

Os dados mostram que as pessoas que receberam a vacina contra a gripe sazonal em 2008 tiveram o dobro do risco de contrair a “gripe suína” H1N1 em comparação com aquelas que não receberam a vacina contra a gripe.

Em comparação com as crianças que não receberam a vacina anual contra a gripe, as pessoas que receberam a vacina contra a gripe têm um risco três vezes maior de hospitalização devido à gripe.

A pesquisa também mostra que as estatinas tomadas por 1 em cada 4 americanos acima dos 45 anos podem impedir o sistema imunológico de responder à vacina contra a gripe. Aqui, Aqui, Aqui.

Quando você considera a baixa taxa de eficácia da vacina contra gripe em qualquer ano, se você estiver tomando estatina pode muito bem ser um ponto discutível.

As análises científicas independentes (não pagas pela indústria farmacêuticas) também concluíram que a vacina contra a gripe não previne doenças semelhantes à gripe associadas a outros tipos de vírus responsáveis por cerca de 80% de todas as infecções respiratórias ou gastrointestinais durante uma temporada de gripe. Aqui, Aqui, Aqui, Aqui.

Outros alimentos e suplementos que evitam Patógenos Packin’

Além da vitamina D, existe uma série de outros alimentos e suplementos que podem ser benéficos para resfriados e gripe, incluindo os seguintes:

A base de dados Cochrane tem repetidamente demonstrado que a ciência que apoia à vacina contra a gripe é, na melhor das hipóteses frágil, também analisou estudos sobre alternativas, incluindo o alho.

Infelizmente, tais pesquisas são mais difíceis de obter, uma vez que não existem incentivos financeiros direcionados.

Alho: O alho tem atividade natural antiviral, antibiótico e antifúngico e tem sido reconhecido por seus efeitos em reforçar o sistema imunológico.

Ainda assim, no estudo singular identificado pelo grupo Cochrane, aqueles que tomaram alho diariamente durante três meses tiveram menos resfriados do que aqueles que tomaram um placebo e, quando eles tiveram um resfriado, a duração da doença foi mais curta, uma média De 4,5 dias comparado com 5,5 dias para o grupo do placebo.

Embora isso possa não parecer muito impressionante, ainda é melhor do que os resultados alcançados pelo medicamento Tamiflu contra a gripe !

Zinco: Uma revisão de base de dados Cochrane de investigação médica sobre o zinco descobriu que quando tomado dentro de um dia nos primeiros sintomas da gripe, pode reduzir o tempo de um resfriado por cerca de 24 horas.

O zinco também reduz significativamente a gravidade dos sintomas. ele não é recomendado para qualquer pessoa com uma condição variada de saúde, que tenha diminuição da função imunológica, asma ou doença crônica.

Eu não recomendo tomar mais de 50 mg por dia e não recomendo tomar zinco diariamente para fins preventivos, pois você pode facilmente desenvolver um desequilíbrio de cobre dessa forma.

Vitamina C: Um antioxidante muito potente. De preferência usar de uma forma natural como acerola, que contém micronutrientes associados.

Você pode tomar várias gramas a cada hora (use a forma lipossomal para não ter diarréia), até que você esteja melhor. Eu nunca viajo sem uma garrafa de lipossomal C.

Chá: feito de uma combinação de elderflower, milefólio, boneet, linden, hortelã-pimenta e gengibre. Beber quente muitas vezes para combater o resfriado ou gripe. Isso faz você suar, o que é útil para expulsar o vírus do seu organismo.

Óleo de orégano: Quanto maior a concentração de carvacrol, mais eficaz ele é. Carvacrol é o agente antimicrobiano mais ativo no óleo de orégano.

Cogumelos medicinais: Tais como shiitake, reishi e cauda da Turquia.

Própolis: Uma resina de abelha e um dos compostos antimicrobianos de maior espectro no mundo. O própolis é também a fonte mais rica de ácido cafeico e apigenina, dois compostos muito importantes que ajudam na resposta imunológica.

Extrato de folha de oliveira: É amplamente conhecido como um potencializador de sistema imunológico natural, não tóxico.

A Vitamina D é Importante Para Manter Uma Saúde Ideal e Prevenir Doenças

Em notícias relacionadas, os pesquisadores também estão abordando sobre como a vitamina D pode ajudar a proteger contra as doenças relacionadas à idade, como a doença de Alzheimer.

Este vídeo mostra em uma pesquisa como a vitamina D estende a vida útil em vermes de nematóide em 30 por cento e ajuda a retardar ou mesmo reverter o acumulo da proteína beta amilóide, que é uma característica da doença de Alzheimer.

A deficiência de vitamina D também tem sido associada a doenças cardíacas, câncer, diabetes, depressão, doenças do sistema imunológico e muitas outras doenças crônicas. Como observado em uma edição recente de Orthomolecular Medicine News:

“A investigação sobre os benefícios para a saúde da vitamina D continua em um ritmo acelerado: foram publicados 4.356 artigos em 2015 com vitamina D no título ou resumo e 4.388 em 2016…”

Entre alguns dos estudos mais impactantes estão aqueles que demonstram:

Saúde: Os benefícios da exposição ao Sol não divulgados para a produção de vitamina D. Uma revisão recente concluiu que os benefícios da exposição ao Sol inclui taxas mais baixas de câncer, doenças cardíacas, demência, miopia, degeneração macular, diabetes e esclerose múltipla.

Minha crença é que a maioria destes benefícios são devido aos comprimentos de onda do infravermelho próximo, médio e distante.

Evitar os raios do Sol é uma informação mal intencionada que causa a ascensão global de doenças

De acordo com o autor:

“A mensagem de evitar o Sol deve ser alterada para a buscar a exposição ao Sol, não uma exposição que cause queimadura mas o suficiente para absorver as concentrações de [vitamina D] de 30 ng / mL ou superior … e os benefícios gerais da exposição à radiação ultravioleta além da vitamina D”.

Além disso, embora a exposição solar intermitente esteja associada a maiores taxas de câncer de pele, “os riscos destes cânceres são reduzidos em relação a diminuição dos cânceres internos pela exposição ao Sol”, disse William Grant, Ph.D.

•Benefícios de níveis mais elevados de vitamina D durante a gravidez. A pesquisa demonstra que os nascimentos prematuros diminuem consideravelmente à medida que os níveis de vitamina D aumentam entre as mulheres grávidas. Em um estudo, o aumento da concentração de vitamina D no sangue de 20 a 40 ng/ml diminuiu os nascimentos prematuros em 59 por cento.

•Redução do risco de câncer por suplementação de vitamina D. Uma análise combinada mostrou que as mulheres com níveis mais elevados de vitamina D tinham taxas de incidência muito mais baixas de câncer de 2 por cento por ano em 18 ng/ml a 0,4 por cento a 63 ng/ml.

Em geral, a manutenção de um nível sérico de vitamina D de 45 a 60 ng/ml durante o ano pode ser uma das maneiras mais simples e eficientes de se proteger contra doenças crônicas e infecções agudas.

Quando se trata de resfriados sazonais e influenza, a taxa de proteção que você recebe da vitamina D é realmente maior do que o que você obteria de uma vacina contra a gripe, e você não precisa se preocupar com efeitos colaterais também que no caso da vacina contra a gripe pode ser muito pior do que o vírus original.

Embora a morte e incapacidade completa por uma vacina contra a gripe seja rara, também é morrer pela própria gripe. Eu recomendo fortemente pesar o risco de sofrer um efeito secundário debilitante da vacina contra a gripe em relação ao potencial mais provável de passar uma semana na cama com a gripe.

Lembre-se, a maioria das mortes atribuídas à gripe são realmente devido a pneumonia bacteriana, e hoje em dia, pneumonia bacteriana pode ser eficazmente tratada com cuidados médicos avançados e terapias como respiradores e antibióticos parentéricos.

©Dr. Joseph Mercola

Origem: humansarefree

OBS: Com o objetivo de facilitar a leitura alguns dos links estão acionando a tradução do google, caso alguém deseja ver o texto original é só clicar no botão “original”.

Tradução e Divulgação: A Luz é Invencível ☼

A “Luz é Invencível” tem por norma não publicar comentários com links.
Pedimos a compreensão de todos, para qualquer dúvida temos nossa caixa de sugestões onde todos podem livremente fazer suas colocações. Agradecemos a compreensão de todos.
“A Luz é Invencível”.
Anúncios

24 comentários em “Vitamina D (Sol) é Mais Eficaz do Que Vacina Contra Gripe, Confirmam Estudos

  1. Excelente a publicação sobre essas vacinas de teor enganoso e a condição real da máquina, trilhionária, da indústria farmacêutica. Realmente, excepcional…..

    Curtir

    • Olá Mauricio

      Obrigado pelo comentário.

      Este é um dos métodos usados para manipular a população e torná-la refém de um sistema que só visa o lucro, sem se preocupar realmente com a saúde do ser humano, mas conforme a população abre os olhos para a ilusão do que a maioria da classe médica faz, começa a questionar e deixa de fazer parte do rebanho.

      Muita paz, luz, amor e expansão de consciência
      A Luz é Invencível ☼

      Curtir

  2. Temos eu e minha esposa 85 e 83 anos respectivamente, e nunca tomamos a vacina contra a gripe.Muito raramente nos resfriamos e quando acontece, é de fraca intensidade,não me lembro mais quando tivemos gripe forte.Tomamos semanalmente
    vitamina D3 7.ooo UI, e diariamente pela manhâ suco de frutas, alem de uma alimentação saudável. Fazemos ginastica duas vêses por semana(Lian Gong), alem de pequenas caminhadas.

    Curtir

    • Olá Roque Obrigado pelo comentário e pelo depoimento que comprova a vantagem da vitamina D, além é claro de alimentação e hábitos saudáveis, é esta consciência que todas as pessoas deveriam ter, cuidar do corpo como um templo, não como uma lata de lixo onde joga tudo que é produto industrializado, refrigerantes e drogas farmacêuticas.

      Muita Paz, luz, amor e expansão de consciência
      A Luz é Invencível ☼

      Curtir

  3. Não costumo ficar doente, sequer com gripe. Não tomo vacinas. Não estou preocupado com o General Inverno, de vez que vivo no extremo sul do Brasil. Sou velho, em termos humanos, pois já ultrapassei os 65 anos de idade. Ocupo-me diariamente com tarefas manuais e, também, em cultivar o hábito de ler; não tenho (temos) televisão aberta ou paga desde quase vinte anos e não sinto (sentimos) falta do lixo produzido, que intoxica o cérebro e embota a consciência. Não faço exames regulares de coisa alguma pois, segundo o ditado antigo, quem procura certamente achará. Tenho sim deficiências orgânicas pontuais, pois o maquinário está sendo corroído pelo uso, o que é normal; basta que tenhamos a prudência de acelerar de acordo com o “terreno”, com o “pique” da máquina, e venceremos qualquer obstáculo. Caminhar, “lagartear” ao Sol, bebericar uns bons vinhos (sou do Sul …), não dar ouvidos às tantas bobagens que sabemos existir, não fazer parte – como prova da modernidade – desses grupos de amizade “on line”, nos quais todos se conhecem mas apenas pelas “manchetes” disso ou daquilo que é publicado, relegando a segundo plano o “face-to-face” dos encontros reais, por qualquer coisa ou mesmo por nada … Não ficar com culpa no cartório pelo que fez ou deixou de fazer. Viver e ter certeza de que, em verdade, estamos numa viagem, por quaisquer das razões que intimamente escolhemos e, usualmente, sequer lembramos conscientemente. Não crer, mas com eficácia, que somos pagantes de pecados e jamais credores das boas ações; deixar de carregar o calvário sob os ombros, como uma cruz, que tudo é mera imagem de propaganda enganosa. Nunca ser um “bonzinho” para ser agradável, é mil vezes melhor ser apenas o que somos, sem retoques. Não ter medo e, para não tê-lo, empreender uma jornada de desmistificação. Acreditarmos que a morte, só existe para o escafandro físico e, quando esta chegar, que iremos desembarcar desta nave (o corpo biológico) e, de logo, vestir uma outra farda e continuar nossa caminhada eterna. Se vamos morrer de uma doença qualquer, ou durante o sono, tanto faz, posto que o retorno será como sempre foi: “go back to home”. Devemos aproveitar esta estada, para exercitarmos todas as (infinitas) possibilidades; olhar para o pretenso passado com benevolência e tornarmo-nos imunes às sandices de acreditar sem provas. Extrair de nós a bússola que nos ensinam – mentirosamente – que está aqui, acolá, nesse ou naquele avatar. Nós somos os donos do nosso destino; não somos cria de estimação de qualquer ser insondável. Erros e acertos são o nosso legado e, diferente daquilo que te contam, não há juízes ou julgamentos. Nós somos tudo isso, mas de modo muito peculiar. Viver a experiência de estar no aqui e no agora, é um nosso direito. E quem nos ensina que o Sol é um nosso parceiro criminoso, mente. Sejamos humildes mas jamais idiotas o suficiente para acreditarmos nas tantas santidades da História, nos prováveis acertos de uma medicina mercantilista, desligada do todo. Sejas teu médico, mas podes deixar que outro possa sê-lo, por confiança e amor. Mas, tenhas o controle de tudo contigo, ou serás uma folha ao vento … E, nunca estarás doente, por mais que aos outros pareças enfermo. Que fiques em paz!

    Curtir

    • Olá Nei

      Muito bom seu comentário, aliás diria memorável, descreveu em poucas palavras uma excelente forma de viver, em harmonia com o corpo, com seu circulo de contato, o sentido de estarmos aqui no planeta, digno de alguém que realmente preza pelo valor da leitura, adquirida de fontes verdadeiras de conhecimento, é uma honra contar com sua presença e dissertações, imagino-o como um semeador de palavras que cruza em nossas vidas jogando boas sementes(palavras) de um lado para o outro.

      Muita Paz, luz, amor e expansão de consciência
      A Luz é Invencível ☼

      Curtir

      • Grato pelas gentis palavras. A bem da verdade, no meu texto, cometi uma leviandade com o nosso Português Brasileiro, que é: ” … deixar de carregar o calvário SOB os ombros …” – leia-se: “… deixar de carregar o calvário SOBRE os ombros …” Esta é a frase que desejei “escrever” e, que, inoportunamente saiu como tiro pela culatra. Peço-te, em nome dos demais, mil desculpas pelo erro. Que a paz esteja contigo.

        Curtir

        • Olá Nei

          Pelo brilhantismo do texto isto se torna irrelevante, mesmo porque a nossa língua é uma colcha de retalhos de outras, tornando-a extremamente complexa com regras e exceções, quem de nós não “resvala” as vezes em meio a este emaranhado.

          Muita Paz, luz, amor e expansão de consciência
          A Luz é Invencível ☼

          Curtir

    • Admiro seus comentários, sua sensibilidade e clareza.
      Ainda o admiro por viver ai no sul, já q aqui ‘em riba’ ou vivemos
      num calor escaldante e/ou, como agora, toda e QQ chuva torna-se
      um dilúvio!
      Sou um trintao que se descobriu recentemente pelo aqui e agora,
      pelo conhecimento, por não se cobrar tanto, por não se deixar levar
      pelas cobranças do sistema q cria a doença e oferece a cura…
      Namaste a todos!

      Curtir

      • O Sul é um lugar de enormes contrastes. Temos, ainda, as estações quase inteiramente definidas; e, nos encontramos sob (agora de maneira correta) o enorme buraco da famigerada camada de ozônio que, os “Chicos-Espertos”, afirmam ser prejudicial à saúde, como se vender “os milagres da ciência” nas prateleiras das farmácias, fosse de fato algo melhor. “Buenas”, estás numa das melhores idades do curso da vida humana (0-29, 29-49 e 49 “ad infinitum”) e, se queres um conselho grátis, aproveita-a “cevando” até a casca … Sim, estás coberto de razão, quando afirmas que é exagero a cobrança que nos impomos e, também, como ela pode gerar infortúnios difíceis de serem contornados. O “sistema” é realmente a máquina de fazer doença, ruína econômica e loucos de toda a espécie. E, no meu entender, podemos influir por melhorias, ainda que lentas e parciais e, neste passo, vocês os jovens têm o tempo exato de como fazê-las. Somos todos corredores olímpicos e, a tocha da verdadeira liberdade, é carregada de mão em mão, até quando todos estejam livres para uma Nova Aurora da vivência evolucionária das Centelhas Eternas. Que a paz esteja contigo.

        Curtir

  4. Obrigada por tanta informação útil, nestes tempos conturbados e de grandes mudanças. Tomo Vitamina D quando não posso apanhar Sol ou o tempo não permite e de facto tenho tido menos gripes ou até resfriados. Os meus ossos também estão gratos, pois tenho tido menos dores. Obrigada e Paz Profunda
    Isa

    Curtido por 1 pessoa

    • Olá Maria Isabel

      Obrigado pelo comentário e por seu relato de experiência dos benefícios da vitamina D no combate a gripe, resfriado e dores, sem a necessidade da mentira e “EMPURROTERAPIA” da vacina.

      Muita Paz, luz, amor e expansão de consciência
      A Luz é Invencível ☼

      Curtido por 1 pessoa

  5. Pingback: Vitamina D (Sol) é mais eficaz do que vacina contra gripe, confirmam estudos – 15.04.2017 | Senhora de Sírius

  6. Olá Dario

    Minha família toma a D3 2 mil U.I diariamente – comprovado em exames laboratoriais todos estão com níveis normais, após tomar. Os exames foram feitos antes e depois de tomar.

    Em alguns casos o Sol não é o suficiente – depende da rotina de vida de cada um.

    Minha sogra, 80 anos, nunca se resfriou ou gripou – depois de tomar a vacina da gripe, por 2 vezes, nas duas, ela pegou gripe forte.

    Nunca mais tomou e nunca mais ficou gripada e/ou resfriada e toma diariamente 2 Mil U.I de D3.

    Eu tomo 10 mil U.I. diariamente e nunca mais fiquei gripado – quando veio uma única vez fiquei de leve semi febril e só isso.

    Detalhe – minha sogra tem a coluna torta e reclamava de dores no quadril – depois que começou a tomar a Vit. D3 – Colicalciferol – 2 mil U.I. diariamente, nunca mais sentiu dor nem reclamou.

    Basta dar uma pesquisada no Google Scholar – Google Acadêmico e ver os trabalhos já publicados sobre o tema.

    Como no Brasil acho difícil comprar nessas dosagem, faço a compra em sites do exterior.

    Abraço

    Paz e Luz
    Ney

    Curtido por 1 pessoa

    • Olá Ney

      Obrigado pelo comentário e sua experiência sobre o assunto.

      É cada vez mais importante tomarmos conhecimento de métodos saudáveis para fugirmos da armadilha dos “remédios” alopáticos, cujos interesses são financeiros e pior ainda adoecer a população que se ilude com as vacinas.

      Muita Paz, luz, amor e expansão de consciência
      A Luz é Invencível ☼

      Curtido por 1 pessoa

  7. Boa parte do exposto é realmente comprovado. Independente dos estudos publicados, em minha prática de 15 anos como infectologista e epidemiologista (e milhares de horas de plantões em pronto-socorro, cti, enfermaria e consultório) cheguei a uma conclusão muito simples e óbvia: a vacinação contra influenza não tem impacto algum do ponto de vista de diminuir sua ocorrência ou minimizar suas consequências. Atualmente considero ser meramente uma estratégia comercial. Ou, ainda, com finalidade excusa.

    Curtido por 2 pessoas

    • Olá Pedroinfecto

      Obrigado por seu comentário.

      É muito importante vindo de um profissional da saúde que está do lado da luz, consciente de como funciona o comércio praticado pelos laboratórios, muito agradecido por trazer informações sobre o seu dia a dia confirmando a inutilidade da vacina contra a gripe. Tenho uma grande admiração por pessoas como você, que por força da profissão são obrigados a conviver com tanta mesquinharia de empresas, mas nunca deixam de brilhar sua luz, são como lírios no pântano, mostram sua pureza independente do ambiente onde estão.

      Muita Paz, luz, amor e expansão de consciência
      A Luz é Invencível ☼

      Curtido por 1 pessoa

    • Muito interessante o que dizes. E, principalmente, pelo fato de seres um especialista na área. Por mais, pela honestidade que tens em afirmar, para quem quiser ouvir, que há uma estratégia meramente comercial nesses apelos sanitários. É sempre motivo de júbilo, pelo menos para mim, encontrar pessoas honestas naquilo que pensam. Que fiques em paz!

      Curtido por 1 pessoa

  8. Tá. Bonita literatura, parece tese de farmaceutico…, mas o que adianta este texto longo e complicado para quem mais fica gripado e obviamente nao possui “tempo”, intelectualidade ou acesso a sol? A maioria dos sonambulos vivem como robôs e sem acesso ao controle desprogramador à hipnose. Essa e outras ajuda deveriam ser àqueles que não sabem disto e que precisam urgente de ajuda, e só assim essas industrias de vacinas param com a fabricaçao desses venenos no organismos humanos.

    Curtir

    • Olá Lhona

      Neste caso principalmente precisa estar com o máximo possível de embasamento, pois não vai faltar alguém ligado a máfia dos laboratórios questionando a veracidade do texto, a informação está disponível para os que entenderem que é o momento de repensar seu ritmo de vida, muitas vezes um detalhe chama a atenção dos que ainda estão adormecidos, é o que basta para começar o seu despertar, todos nós tivemos o nosso momento de despertar, então quanto mais artigos disponíveis maiores as probabilidades de alguém começar o seu despertar.

      Muita Paz, luz, amor e expansão de consciência
      A Luz é Invencível ☼

      Curtir

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s